JUSTIÇA

Moraes oficia a Lewandowski para extraditar acusado de integrar máfia italiana

Determinação se dá um ano e dois meses após a Primeira Turma da Corte dar o aval para a entrega de Pasquino aos investigadores italianos.

Novo ministro da Justiça, Ricardo LewandowskiNovo ministro da Justiça, Ricardo Lewandowski - Foto: Reprodução/Canal Gov

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, oficiou o ministro da Justiça Ricardo Lewandowski para a adoção de 'providências necessárias' à extradição para a Itália do prisioneiro Vicenzo Pasquino, apontado como integrante da máfia calabresa 'Ndrangheta - considerada uma das maiores e mais poderosas organizações criminosas do mundo.

A determinação se dá um ano e dois meses após a Primeira Turma da Corte dar o aval para a entrega de Pasquino aos investigadores italianos.

Em dezembro, Moraes autorizou o prosseguimento da extradição. O processo estava suspenso desde fevereiro de 2023, em razão da pendência de finalização do pedido de refúgio feito por Pasquino O ministro destacou que a solicitação foi negada por unanimidade pelo Conare, que informou ao STF que não houve a interposição de recurso por parte da defesa do mafioso.

No dia 5 de janeiro, o vice-procurador-geral da República Hindenburgo Chateaubriand Filho requereu a expedição do ofício para que o Ministério da Justiça iniciasse o procedimento de entrega de Vicenzo Pasquino. Na última segunda, 19, Moraes acolheu o pedido e instou Lewandowski a dar andamento à extradição.

Pasquino foi preso pela Polícia Federal em João Pessoa, em maio de 2021, na mesma operação que deteve Rocco Morabito - o 'rei da cocaína' de Milão. Condenado a mais de 100 anos de prisão por tráfico internacional de drogas e participação em organização criminosa, Morabito foi extraditado em julho de 2022, após o aval do STF.

 

Veja também

ONU envia casas modulares para vítimas de enchentes no Rio Grande do Sul; veja como são moradias
AJUDA

ONU envia casas modulares para vítimas de enchentes no Rio Grande do Sul; veja como são moradias

Pernambuco é o único estado do Brasil a reduzir o desmatamento da Caatinga
Meio Ambiente

Pernambuco é o único estado do Brasil a reduzir o desmatamento da Caatinga

Newsletter