Morre a escritora e diretora do RHP, Laura Areias, aos 95 anos

Laura Areias faleceu de morte natural, na residência dela, em Casa Forte

Laura AreiasLaura Areias - Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco/arquivo

Faleceu no Recife, a escritora e diretora de Comunicação do Real Hospital Português (RHP), Laura Areias, aos 95 anos. Laura morreu em casa, no bairro de Casa Forte, nessa segunda-feira (31), de causa natural, e o velório acontece nesta terça-feira (1º) no Salão Nobre do RHP, no bairro do Paissandu, onde também será realizada missa às 14h. A cremação será às 17h no Cemitério da Morada da Paz, em Paulista, na Região Metropolitana do Recife (RMR).

De origem portuguesa, Laura Areias chegou ao Brasil aos 27 anos, junto com seu marido, no ano de 1949. Era formada em letras e em jornalismo - foi da primeira turma do curso, na Universidade Católica de Pernambuco.

Laura Areias publicou mais de 50 livros, entre romances e livros de história. Alguns dos títulos são Cristina, Quem matou Rodolfo?, Cartas, Três homens, três nomes, três ideais, Sala dos Espíritos, É você o assassino? e os religiosos Santo Antonio e São Francisco no Século XXI. Membro da Academia de Letras e Artes de Pernambuco, ela lançou, em 2018, seu último livro, A vida e suas incertezas.

Bastante ativa, Laura Areias esteve, nesse último mês de dezembro, à frente da organização da festa dos médicos e da cantata natalina do RHP. Além dos livros do trabalho no RHP, Laura foi professora de Letras do Ginásio Pernambucano e também lecionou na Escola Americana do Recife. Viúva, ela deixou seis filhos, além de vários netos e bisnetos.

Veja também

Com crise em Manaus, governo recua e volta a isentar imposto sobre cilindro de oxigênio
Tributos

Com crise em Manaus, governo recua e volta a isentar imposto sobre cilindro de oxigênio

Covid-19: Saúde recruta 2,5 mil profissionais para atuar em Manaus
Pandemia

Covid-19: Saúde recruta 2,5 mil profissionais para atuar em Manaus