SERTÃO

Morre em hospital homem que matou a esposa e dois filhos no Sertão de Pernambuco

Rodrigo Olegário saiu de moto do local do crime, e jogou o veículo contra um carro

Família foi assasinada pelo paiFamília foi assasinada pelo pai - Foto: Reprodução/Redes sociais

Morreu, nessa terça-feira (24), Rodrigo Olegário do Nascimento, de 41 anos. Ele estava internado sob custódia policial no Hospital Regional Fernando Bezerra, em Ouricuri, no Sertão de Pernambuco, para onde foi levado após matar a esposa, Aucirlene Lacerda, e os dois filhos adolescentes, Ageu Carlos Lacerda e Áquila Carlos Lacerda, em Araripina, também no Sertão.

Depois do crime, Rodrigo Olegário saiu de moto do local da residência onde morava com a família e a jogou contra um carro modelo Fiat Siena na avenida Perimetral, em Araripina. Ferido, ele foi levado primeiramente para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Araripina, de onde foi transferido para o hospital em Ouricuri.

"Na unidade, recebeu assistência das equipes de cirurgia geral e ortopedia, onde foram constatadas múltiplas fraturas, sendo inclusive submetido à cirurgia. Infelizmente, na manhã dessa terça-feira, o paciente veio a óbito", confirmou a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), responsável pelo hospital de Ouricuri.

Os corpos de esposa e os dois filhos foram sepultados sob forte comoção no final da tarde de terça-feira no Cemitério do Iracema. Uma multidão acompanhou o cortejo fúnebre. 

O crime aconteceu no final da noite desse domingo (22). Os corpos de Aucirlene, Ageu e Áquila foram achados em cômodos diferentes da residência com ferimentos causados por arma de fogo.  

As vítimas estavam dormindo quando foram assassinadas. As primeiras perícias indicam que o homem feriu a esposa e os filhos com "requintes de crueldade". As vítimas apresentavam as mesmas marcas de lesão. 

A moto que Rodrigo Olegário usou para se jogar contra um carro foi incendiada por populares.

Prefeitura decreta luto
A Prefeitura de Araripina decretou luto oficial de três dias pelas mortes. A gestão municipal afirmou que o crime ocorreu "de forma brutal". A prefeitura também considerou a consternação familiar e "o sentimento de solidariedade, dor e saudade que emerge pela perda brutal e inexplicável de uma mãe de família, assim como dos seus filhos menores" ao decretar o luto. 

A Secretaria Executiva da Mulher de Araripina lamentou, por nota, o crime. "É essencial que homens e mulheres se unam com o propósito comum de superar preconceitos, ódios e comportamentos que deterioram os relacionamentos humanos. Todos são iguais perante a lei, e é crucial que o respeito à vida e ao próximo sejam priorizados, superando a mentalidade que subestima e diminui a mulher", diz trecho do documento.

Veja também

Em Kiev, ucranianos adotam "modo de vida normal" e evitam falar da guerra
mundo

Em Kiev, ucranianos adotam "modo de vida normal" e evitam falar da guerra

Algo estranho acontece com lobos infectados por um infame parasita que altera a mente
ciência

Algo estranho acontece com lobos infectados por um infame parasita que altera a mente

Newsletter