Luto

Morre médica recifense que esperava transplante de medula óssea

Familiares e amigos fizeram a campanha @todos.porjulia

Post na página da campanhaPost na página da campanha - Foto: reprodução/Internet

Cinco meses após ser internada Hospital Clinic Barcelona, na Espanha, a médica recifense Julia Soares Alexandre, de 36 anos, não resistiu. À espera de um transplante de medula óssea, Julia morreu nessa última quinta-feira (22). O falecimento foi comunicado no dia seguinte pela família da médica em rede social.

Casada e mãe de uma menina de 5 anos, Julia foi internada após ser diagnosticada com aplasia medular severa, uma doença rara. Campanha idealizada por amigos e familiares de Julia - @todos.porjulia - mobilizou pessoas para fazer o teste e ver a compatibilidade. O transplante de medula óssea era a única chance de Julia sobreviver e voltar à vida normal.

A aplasia medular severa é uma doença óssea que diminui a produção de todos os grupos de células sanguíneas (hemácias, plaquetas e leucócitos), levando à anemia e ao alto risco de sangramento, com necessidade de múltiplas transfusões de sangue, além de comprometer muito a imunidade, tornando o paciente ainda mais vulnerável a infecções graves por todos os tipos de agentes infecciosos (vírus, bactérias, fungos, etc). 

Segundo o Hemope, no Recife, a campanha aumentou o número de pessoas que se cadastrou no banco de dados para ser doador, porém não foi encontrada a compatibilidade.

O corpo de Julia será cremado neste domingo (25), em Barcelona, às 11h30. Na página da campanha da campanha @todos.porjulia, a família agradeceu a todos:

"Pedimos a todos orações por ela, e por todos os amigos e familiares que agora ficam com sua ausência física.

Infelizmente não deu tempo para tentar o tratamento com a medula do(a) doador(a), mas certamente os esforços pra conseguir mobilizar a sociedade por algo tão nobre e necessário, vai frutificar.

Ela deu sentido, direção, força a sua existência. O momento é de luto. O sofrimento tem fim. A saudade cristaliza. A admiração é eternizada pelo legado deixado.

A todos vocês nossa eterna gratidão!

Paz no coração e luz no entendimento."

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Campanha Todos Por Julia (@todos.porjulia) em 22 de Out, 2020 às 6:58 PDT

Veja também

ONU condena 'racismo estrutural' no Brasil após assassinato de João Alberto
Racismo

ONU condena 'racismo estrutural' no Brasil após assassinato de João Alberto

Cisam, na Encruzilhada, ganhará centro de parto normal
Maternidade

Cisam, na Encruzilhada, ganhará centro de parto normal