A-A+

Morre, no Recife, jornalista e escritor Nagib Jorge Neto

Maranhense de Pedreiras, ele tinha 83 anos e se tratava de um câncer. Comunista, foi preso político da ditadura.

Nagib Jorge Neto era natural de Pedreiras, no MaranhãoNagib Jorge Neto era natural de Pedreiras, no Maranhão - Foto: Reprodução/Internet

O jornalista, escritor e advogado Nagib Jorge Neto morreu, neste domingo (2), no Hospital Oswaldo Cruz, no bairro de Santo Amaro, no Recife. Ele tinha 83 anos e seguia tratamento contra um câncer. O velório e a cerimônia de cremação acontecem no cemitério Morada da Paz, em Paulista, na Região Metropolitana.

Leia também:
Prêmio Sesc de Literatura abre inscrições
Aos 105, Elzita falece sem notícias do filho Fernando Santa Cruz


Natural de Pedreiras, no Maranhão, o jornalista morava no Recife e foi vencedor de prêmios importantes, incluindo o Esso Nacional de Informação Econômica. Comunista, o advogado foi preso político da ditadura militar. “Era uma pessoa muito íntegra, honesta e ética. Deixa um legado de muito caráter”, diz a sobrinha do escritor, Eliane Sobral.

Nagib Jorge Neto também construiu uma carreira na literatura, com títulos como “As três princesas perderam o encanto no fim da noite” e “O cordeiro zomba do lobo”. Também foi coautor de “Onde está meu filho?”, que conta a história do desaparecimento de Fernando Santa Cruz durante o regime militar. O jornalista deixa a esposa, Maria Eunice Sobral, com quem foi casado por 53 anos.

Veja também

Movimentação intensa nas praias da RMR neste domingo (24)
Sol

Movimentação intensa nas praias da RMR neste domingo (24)

China quer limitar a menos de 20% uso de energias fósseis até 2060
Mundo

China quer limitar a menos de 20% uso de energias fósseis até 2060