Morre o estilista francês Givenchy

Embora aposentado, Givenchy acompanha de perto todo os detalhes da sua mundialmente famosa grife

Givenchy foi responsável pela criação de uma das mais famosas grifes do mundoGivenchy foi responsável pela criação de uma das mais famosas grifes do mundo - Foto: Divulgação

O estilista francês Givenchy faleceu no último sábado (10) na França, aos 91 anos. A morte só foi divulgada nesta segunda-feira (12). O seu companheiro, o ex-designer da alta costura Philippe Venet, confirmou a morte do estilista à agência France Presse. Segundo ele, Givenchy morreu enquanto dormia, no castelo onde eles viviam perto de Paris. “O senhor De Givenchy faleceu enquanto dormia no sábado, 10 de março de 2018”, informou o comunicado da família.

Hubert de Givenchy mudou-se para Paris aos 17 anos para estudar na Escola de Belas Artes. Trabalhou para grifes como Christian Dior e Pierre Balmain antes de fundar sua própria marca. Entre os seus trabalhos, foi responsável pelo icônico vestido do filme Bonequinha de Luxo (1961). Ele também criou vários perfumes. Aposentado desde 1995, Alexander McQueen entrou como sucessor na marca e desde 2001 Julien Macdonald foi nomeado diretor artístico.

NO BRASIL
Hubert de Givenchy esteve no Brasil duas vezes: a primeira na década de 50, para o lançamento de uma coleção de algodão que havia sido encomendada pela fábrica de tecidos Bangu e a outra, em 1995, para abrir o Primeiro Congresso Brasileiro de Moda, promovido pelo Instituto Zuzu Angel e pela Faculdade Veiga de Almeida, no Rio de Janeiro.

 

Veja também

Brasil acumula 5,3 milhões de casos e 157 mil mortes por Covid-19
Coronavírus

Brasil acumula 5,3 milhões de casos e 157 mil mortes por Covid-19

Pernambuco registra 157 novos casos e 10 óbitos nas últimas 24h
Coronavírus

Pernambuco registra 157 novos casos e 10 óbitos nas últimas 24h