Motoristas de transporte de valores realizam protesto no bairro do Recife

O sindicato da categoria reivindica melhorias salariais e a criação de um plano de saúde para a categoria

Protesto dos trabalhadores do setor de transporte de valores e escolta armada em frente ao Banco do BrasilProtesto dos trabalhadores do setor de transporte de valores e escolta armada em frente ao Banco do Brasil - Foto: Arthur Mota/ Folha de Pernambuco

O Sindicato dos Empregados de Transporte de Valores de Pernambuco (SindForte-PE) realizou um protesto na agência do Banco do Brasil localizada na avenida Rio Branco, no bairro do Recife, na manhã desta quarta-feira (11). Os manifestantes impediram a entrada e saída de carros-forte no banco, paralisando o abastecimento dos caixas eletrônicos de algumas agências bancárias do Recife. O trânsito na região não foi prejudicado pela manifestação dos sindicalistas.

Leia também:
Protesto disfarçado cria bandeira LGBT com camisas da Copa
Professores realizam protesto na Praça do Derby
Protesto bloqueia avenida Caxangá nos dois sentidos

As reivindicações dos trabalhadores são de melhorias salariais. Eles também pedem a criação de um plano de saúde para a categoria. A última mesa de negociação entre o sindicato e o patrões foi realizada no dia 05 de julho, mas não houve acordo entre as partes e novas reuniões ainda não estão programadas.

“Já estamos na quinta mesa de negociação e até o momento, não teve nenhum avanço para a categoria. O patronal só fala em retirar direitos, direitos esses, conquistados há anos. A nossa principal reivindicação é o nosso plano de saúde, porque hoje no Estado de Pernambuco, nenhum vigilante de carro forte tem plano de saúde.”, afirmou o presidente do SindForte, Claudio Mendonça.

Novos atos similares ao realizado na manhã desta quarta estão planejados para ocorrer até a classe patronal marcar uma nova mesa de negociação ou aceitar as reivindicações dos trabalhadores, segundo o sindicato.

Veja também

Pandemia desacelera, mas EUA não se dispõe a abrir fronteiras como a UE
Internacional

Pandemia desacelera, mas EUA não se dispõe a abrir fronteiras como a UE

Recife fará busca por quem ainda não tomou segunda dose de vacina contra a Covid-19
Imunização

Recife fará busca por quem ainda não tomou segunda dose de vacina contra a Covid-19