Motos de Delivery não entrarão no rodízio da quarentena

Entrega de produtos está entre os serviços considerados essenciais e ajudará a manter as pessoas em casa

Entrega por Delivery está entre os serviços essenciaisEntrega por Delivery está entre os serviços essenciais - Foto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

As motocicletas que estiverem em atividade de entrega à domicílio, o chamado serviço de Delivery, não serão submetidas ao rodízio de veículos que vigorará em cinco municípios da Região Metropolitana do Recife (RMR) - Recife, Olinda, Jaboatão dos Guararapes, Camaragibe e São Lourenço da Mata -, entre os dias 16 e 31 de maio.

O serviço está relacionado entre as atividades essenciais que seguirão em funcionamento durante o período de maior rigor das medidas de isolamento social. "É uma maneira de fazer as pessoas ficarem em casa e os bens e produtos chegarem”, ressaltou o procurador-geral do Estado, Ernani Medicis.

Leia também:
Veja os serviços que seguirão funcionando na quarentena e quem estará autorizado a circular sem rodízio
Quarentena: bloqueios são montados no Recife para orientação de motoristas
Agência do Trabalho abre na quarentena nas cidades com isolamento reforçado
Medidas de isolamento adotadas em Pernambuco recebem apoio de chefes dos poderes


É importante lembrar que os estabelecimentos que realizam os serviços de entrega em automóveis terão que respeitar o rodízio de placas. As que tiverem o último número par, só poderão rodar em dias pares, enquanto as que tiverem o último número ímpar só terão permissão para circular nos dias ímpares.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

Veja também

Miss Roraima Teen morre aos 21 anos em cirurgia de emergência
Fatalidade

Miss Roraima Teen morre aos 21 anos em cirurgia de emergência

Brasil confirma 559.607 mortes por Covid-19
Boletim nacional

Brasil confirma 559.607 mortes por Covid-19