Movimentação pelas ruas de Olinda se intensifica em meio à quarentena

Circulando pelos bairros de Rio Doce, Casa Caiada e Bairro Novo, a equipe da Folha de Pernambuco registrou um aumento do número de pessoas nas ruas da cidade

Circulação de pessoas pelas ruas de OlindaCirculação de pessoas pelas ruas de Olinda - Foto: Leo Malafaia/Folha de Pernambuco

Apesar de os espaços públicos, principais pontos turísticos e equipamentos culturais de Olinda estarem fechados, a adesão da quarentena vai perdendo força aos poucos, e as pessoas vão retomando à rotina, principalmente nas comunidades e periferias. Circulando pelos bairros de Rio Doce, Bairro Novo e Casa Caiada, em Olinda, a equipe da Folha de Pernambuco registrou paradas de ônibus com circulação de pessoas, armazéns abertos, oficinas mecânicas funcionando e casas lotéricas com filas e aglomerações. 

O aumento da circulação de pessoas na rua preocupa as autoridades de Saúde, visto que o isolamento e o distanciamento social ainda são as melhores formas de combater a rápida disseminação do novo coronavírus e assim evitar o colapso do sistema de saúde.
Além da movimentação intensa e cada vez maior, grande parte das pessoas que voltam a ocupar as ruas não estão tomando os devidos cuidados com a prevenção, poucos são aqueles que usam máscaras e evitam se expor. Segundo a prefeitura, ainda não se sabe um número exato de quantas pessoas voltaram a circular nas ruas pelos últimos dias.

Leia também:
Olinda oferece atendimento psicológico gratuito por telefone
Rio Doce e Ouro Preto são os bairros mais afetados pela Covid-19 em Olinda


Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES), o município de Olinda registrou, até o dia 13 de abril, 91 casos, o que corresponde a 7,9% dos casos no Estado. Dos 33 bairros da cidade, 17 têm casos da doença. Rio Doce e Ouro Preto concentram 30 casos de Covid-19. A prefeitura da cidade, por sua vez, tem buscado intensificar as ações de combate à Covid-19. Por meio de nota, a prefeitura de Olinda informou que a Secretaria de Segurança Urbana de Olinda mantém a fiscalização e orientação nos 9km da orla da cidade durante esse período de redução de contato social e velocidade de contágio do Coronavírus.

“O roteiro da equipe conta com fiscalização na areia, onde estão proibidos o banho de mar e a pesca esportiva, lembrando que os bares e restaurantes da avenida Marcos Freire podem funcionar em formato delivery”, disse a assessoria. Além disso, a prefeitura afirma que os profissionais também estão realizando a fiscalização na periferia da cidade.

Suspensas desde o dia 19 de março, as atividades de museus, bibliotecas, prédios históricos e serviço de transporte de turistas no Sítio Histórico seguem sem funcionar por tempo indeterminado. Já os parques municipais permanecem fechados até o dia 17/04. 

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

Veja também

Pernambuco registra 643 novos casos de Covid-19

Pernambuco registra 643 novos casos de Covid-19

Fóssil de dinossauro é encontrado no interior de SP
Operação meticulosa 

Fóssil de dinossauro é encontrado no interior de SP