Movimento Pró-Criança abre 300 vagas para novos beneficiários

Projeto passa a oferecer aulas de robótica, além de cursos de informática, dança e música

Movimento Pró-Criança acolhe crianças carentesMovimento Pró-Criança acolhe crianças carentes - Foto: Divulgação

O Movimento Pró-Criança abriu inscrições para novos beneficiários. A instituição oferece cerca de 300 vagas nas duas unidades do Recife (nos Coelhos e no Bairro do Recife). As atividades têm início em fevereiro.

Para se candidatar a uma das vagas, os responsáveis devem procurar o setor Psicossocial na unidade onde pretende matricular o jovem. É preciso levar duas fotos 3x4 e cópias da certidão de nascimento ou RG do beneficiário e responsável, comprovante de residência, cartão do SUS e declaração escolar atualizada ou Ficha 19. A família é acolhida e passa por uma entrevista com psicóloga e assistente social, onde são analisadas as condições socioeconômicas e comportamentais. Esses são os critérios avaliados para efetivar a matrícula.

A novidade deste ano é a formação da primeira turma do curso de Robótica Educativa, que será desenvolvida pelo Núcleo de Inclusão Digital (NID) do Pró-Criança, nos Coelhos, área central do Recife. São dez vagas para crianças com idades entre 10 e 14 anos. O curso oferece vivência prática da robótica de forma transdiciplinar, garantindo o desenvolvimento de habilidades e competências em áreas como programação, lógica, automação e eletrônica.

O NID também está abrindo turmas para os cursos de Iniciação à Informática e de Recondicionamento de Computadores para estudantes de 13 a 25 anos. Ainda nos Coelhos, há oportunidades para jovens de 7 a 14 anos que queiram participar das atividades de Artes, Canto Coral ou de Judô.

No Espaço Maria Helena Marinho, no Bairro do Recife, há vagas para crianças de 6 a 12 anos interessadas em aprender Ballet e para adolescentes de 13 a 17 anos que queiram integrar a turma de Dança Popular. Na área de música, há oportunidades para aulas de Percussão, Violino/Viola e Violoncelo. Os grupos são formados por estudantes com idades entre 10 e 17 anos.

Além da educação complementar, as unidades do MPC oferecem apoio pedagógico, letramento, atividades em grupo com psicólogos, catequese e evangelização.

Veja também

Japão decreta novo estado de emergência por causa da Covid a três meses da Olimpíada
Coronavírus

Japão decreta novo estado de emergência por causa da Covid a três meses da Olimpíada

Cidade aplica 80 doses de vacina contra Covid fora da validade em São Paulo
Coronavírus

Cidade aplica 80 doses de vacina contra Covid fora da validade em São Paulo