extrema direita

MP alemão pede prisão com sursis para político que usou lema nazista

Björn Höcke é membro do partido de extrema direita Alternativa para Alemanha

Björn Höcke, membro do partido de extrema direita Alternativa para Alemanha (AfD)Björn Höcke, membro do partido de extrema direita Alternativa para Alemanha (AfD) - Foto: Ronny Hartmann/Pool/AFP

O Ministério Público alemão solicitou, nesta terça-feira (14), uma pena de seis meses de prisão com suspensão condicional da pena (sursis) para Björn Höcke, membro do partido de extrema direita Alternativa para Alemanha (AfD), julgado por utilizar um lema nazista em um comício eleitoral.

Höcke, uma das figuras mais radiciais e polêmicas do AfD, pronunciou o lema nacional socialista "Alles fur Deutschland" ('Alemanha acima de tudo') em um comício em 2021.

O lema 'Alemanha acima de tudo' era utilizado pelas 'Sturmabteilung', a SA, formação paramilitar do partido nazista que desempenhou um papel fundamental na ascensão de Adolf Hitler ao poder.

Pronunciar este lema, realizar a saudação nazista ou exibir outros símbolos desta ideologia é ilegal na Alemanha.

Höcke, de 52 anos, foi professor de história e lidera o AfD na região de Turingia (centro), mas afirma que não sabia que se tratava de um lema nazista. Os promotores consideraram, porém, que ele utilizou a frase com plena consciência de "suas origens e significado".

Além da pena de prisão com suspensão, a promotoria pediu que Höcke pague 10.000 euros (cerca de 61 mil reais na cotação atual) a um órgão de utilidade pública.

A decisão do tribunal deve ser pronunciada ainda nesta terça-feira.

Veja também

Charles III, em tratamento de câncer, desfilará em carruagem para comemorar aniversário
REALEZA

Charles III, em tratamento de câncer, desfilará em carruagem para comemorar aniversário

Amazon obtém licença para operar drones além do campo de visão
EUA

Amazon obtém licença para operar drones além do campo de visão

Newsletter