MPs dos caminhoneiros são publicadas no Diário Oficial

Destaque para a MP 832 que estabelece a tabela mínima para o frete, na qual são considerados os custos do diesel e dos pedágios

Paralisação dos caminhoneiros na Rodovia Presidente Dutra, no Rio de Janeiro, na sexta-feira (25)Paralisação dos caminhoneiros na Rodovia Presidente Dutra, no Rio de Janeiro, na sexta-feira (25) - Foto: Tânia Rego / Agência Brasil

O governo publicou, em edição extra do Diário Oficial da União, as três medidas provisórias (MPs), anunciadas pelo presidente Michel Temer e negociadas com os caminhoneiros, paralisados desde o último dia 28. As medidas foram publicadas na noite de domingo (27) e reúnem as MPs 831, 832 e 833.

O ponto alto está na MP 832 que institui a chamada Política de Preços Mínimos do Transporte Rodoviário de Cargas. É a medida que estabelece a tabela mínima para o frete. Não há valores nem percentuais, mas detalhes sobre como os números serão negociados.

A MP 832 destaca que o processo de fixação dos preços mínimos contará com a participação dos representantes das cooperativas de transporte de cargas e dos sindicatos de empresas e de transportadores autônomos. Para a fixação dos preços mínimos, diz a medida, serão considerados, prioritariamente, os custos do óleo diesel e dos pedágios.

Leia também:
Caminhões chegam com combustível nos postos do Recife, mas filas são longas
Governo vai pressionar para que redução chegue às bombas
Governo cede e aguarda fim da paralisação dos caminhoneiros


O texto informa também que a decisão se estende às cargas em geral, a granel, as que necessitam ser refrigeradas, as perigosas e as chamadas neogranel (formadas por conglomerados homogêneos de mercadorias, de carga geral, sem acondicionamento específico e cujo volume ou quantidade possibilite o transporte em lotes, em um único embarque).

A MP 833 é a que determina que os veículos de transporte de cargas que circularem vazios ficarão isentos da cobrança de pedágio sobre os eixos que mantiverem suspensos. A medida vale para todas as rodovias do país.

A MP 831 define que a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) contratará transporte rodoviário de cargas, com dispensa do procedimento licitatório, para até 30% da demanda anual de frete da empresa. A medida interfere principalmente na ação dos caminhoneiros autônomos.

Veja também

Pernambuco recebe 3º lote com 26.910 doses da vacina Pfizer/BioNtech
Coronavírus

Pernambuco recebe 3º lote com 26.910 doses da vacina Pfizer/BioNtech

Comissão dá parecer inicial contra inclusão de 'pulmão artificial' e remédio contra a Covid no SUS
Coronavirus

Comissão dá parecer inicial contra inclusão de 'pulmão artificial' e remédio contra a Covid no SUS