Mulher é assassinada pelo marido policial, no Curado

Suspeito costumava ser tranquilo, amoroso com a família, mas andava falando sobre extraterrestres e abdução; ele foi preso

Casa onde mulher foi assassinada em JaboatãoCasa onde mulher foi assassinada em Jaboatão - Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

Um comissário da Polícia Civil de Goiana, na Zona da Mata Norte de Pernambuco, foi preso depois de assassinar a esposa na manhã desta terça-feira (23), por volta das 9h, na rua Luar do Sertão, no Curado III, Jaboatão dos Guararapes, Região Metropolitana.

Sheila da Silva Cavalcanti, de 42 anos, era casada há 16 anos com ele, Genivaldo da Silva Bezerra, e tinha dois filhos, um rapaz de vinte anos, do primeiro casamento, e uma menina de cinco. 

Segundo informações de moradores da área, o suspeito costumava ser uma pessoa tranquila, bastante amoroso com a família, mas aparentava estar mais estressado nos últimos tempos, aparentando estresse e falando sobre extraterrestres e abdução.

Vizinhos falaram que, por conta disto, a mulher havia saído de casa e procurado auxílio de uma amiga, mas retornou à residência para buscar a filha e levá-la ao colégio. Neste momento foi atingida na barriga.

Não sabe se a criança presenciou. Sabe-se que após o ocorrido, Geraldo foi para um terreno em frente à sua casa e ficou apoiado a uma mangueira. A criança de 5 anos saiu de casa atrás do pai perguntando porque ele havia matado a mãe.

Os moradores não escutaram o disparo e só perceberam o ocorrido após os gritos da criança.

Veja também

Índia satisfeita com início da campanha de vacinação
Vacina

Índia satisfeita com início da campanha de vacinação

Área técnica da Anvisa recomenda também a aprovação da vacina de Oxford
Saúde

Área técnica da Anvisa recomenda também a aprovação da vacina de Oxford