Mulher é morta pelo ex-companheiro em academia de ginástica

Iris Gabriela Rodrigues da Silva, de 32 anos, foi atingida por dois tiros dentro de uma academia no município de Itaquitinga, na Zona da Mata Norte

FeminicídioFeminicídio - Foto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

Duas mulheres foram vítimas de feminicídio em Pernambuco nos últimos dois dias em diferentes regiões do Estado. Ambas assassinadas pelos seus ex-companheiros inconformados com o fim da relação. Iris Gabriela Rodrigues da Silva, de 32 anos, foi atingida por dois tiros dentro de uma academia no município de Itaquitinga, na Zona da Mata Norte. Já Maria Izabel Felix de Lima, de 25 anos, foi esfaqueada até morte na cidade de Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata Sul.

Iris Gabriela estava malhando em uma academia localizada na Avenida Antônio Carlos de Almeida, em Itaquitinga, nesta quinta (20). Ela havia começado um novo relacionamento na última semana. De acordo com a Polícia Civil, Eduardo Ferreira foi até o local e disparou contra ela, que foi atingida na cabeça e no abdômen. Em seguida, atirou contra si próprio e morreu no local.

Iris chegou a ser encaminhada para um hospital localizado no município vizinho, Nazaré da Mata, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu. O crime aconteceu no dia em que a cidade comemora a emancipação política e acabou comovendo os moradores do local. Nas redes sociais da vítima, mensagens de revolta e despedida. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Itaquitinga.

Leia também:
Uma mulher é alvo de abuso online a cada 30 segundos, aponta Anistia
Homem tenta matar ex-mulher na frente dos filhos em Jaboatão


Em Vitória de Santo Antão, Maria Izabel, separada havia dois anos de Valter Cândido da Silva, estava na casa da tia, no bairro Cajá, quando foi abordada pelo assassino e esfaqueada, no final da noite da última quarta-feira (19). Ela chegou a ser socorrida para o Hospital João Murilo de Oliveira, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Valter conseguiu fugir e continuava foragido até o fechamento desta edição. O caso está sendo acompanhado pela Delegacia de Vitória de Santo Antão.

Aumento de feminicídios
Essas mortes são ainda mais alarmantes porque a Secretaria de Defesa Social (SDS) tem registrado um aumento desse tipo de crime. De 1º de janeiro até o dia 30 de novembro de 2018, foi registrado o aumento de 3%, com um total de 71 feminicídios neste ano, contra 69 no mesmo período do ano passado.

Já o mês de novembro, quando a SDS liberou os últimos dados, registrou um aumento de 50% quando comparado ao mesmo período do ano passado. Foram seis em novembro de 2017, contra quatro em novembro de 2018.

Veja também

Uefa defende decisão sobre estádio em Munique mas adiciona cores do arco-íris em logo
DIVERSIDADE

Uefa defende decisão sobre estádio em Munique mas adiciona cores do arco-íris em logo

Angela Merkel critica lei húngara sobre LGBT e a considera "equivocada"
Mundo

Angela Merkel critica lei húngara sobre LGBT e a considera "equivocada"