Mulher esfaqueia companheiro após ele se atrasar para almoço

Estado de saúde da vítima é considerado bom; mulher será autuada por lesão corporal

Hospital da Restauração. Hospital da Restauração.  - Foto: Henrique Genecy/Folha de Pernambuco

Uma refeição que deveria ser especial terminou em caso de polícia no bairro de Jardim Primavera, em Camaragibe, na Região Metropolitana do Recife, nessa quarta-feira (8). Um homem de 35 anos, identificado pela Polícia Civil de Pernambuco como José Vicente Ribeiro, foi esfaqueado no peito com uma faca de serra pela companheira, de 36, chamada apenas de Rosália.

Segundo José contou em depoimento à polícia, a agressão foi motivada por um atraso dele para um almoço preparado pela mulher: um prato de guisadinho com macarrão. "O almoço estava marcado para 14h, mas ele se atrasou e chegou às 16h, alegando que estava procurando trabalho", detalhou o delegado Carlos Couto, responsável por atender a ocorrência no plantão da Força-Tarefa.

Leia também:
Homem é morto a golpes de enxada em Machados, no Agreste
Pai é suspeito de matar filho a facadas no Recife

Em seguida, ambos começaram a beber e em certo momento José viu Rosália cortando algumas roupas suas com uma tesoura. "Conversaram e ele pediu para ela parar", acrescentou o delegado. A mulher então pegou uma faca de serra e desferiu um único golpe contra o peito do companheiro. "Ele até pensou que ela voltaria a cortar as roupas".

Logo após a facada, quando viu o sangue, a mulher teria pedido para o homem se deitar. Diante do volume de sangue, no entanto, José decidiu ir até a casa de uma vizinha para chamar a mãe, com quem foi até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Caxangá, na Zona Oeste do Recife.

De lá, o homem foi encaminhado ao Hospital da Restauração (HR), no bairro do Derby, área central da Capital, onde passou por uma sutura no local da agressão. O estado de saúde do homem, segundo o HR, é considerado estável. José Vicente precisará fazer um dreno na região do peito. Ele está consciente e segue internado no hospital e não há previsão de alta médica. 

Homem foi suturado na altura do tórax

Homem foi suturado na altura do tórax - Foto: Divulgação/Polícia Civil de Pernambuco

A mulher não foi localizada após a agressão e não será autuada por tentativa de homicídio, mas por lesão corporal qualificada por violência doméstica. "É o que chamamos de crime de proximidade, quando ocorre, por exemplo, em conflitos de relações domésticas. No artigo 15 do Código Penal chamamos de 'desistência voluntária', que é quando, mesmo com possibilidade de matar, o autor recua", explicou Carlos Couto. A polícia segue procurando a suposta autora da lesão.

O caso será investigado pela Delegacia de Polícia de Camaragibe. Em nota, a Polícia Civil de Pernambuco informou que investiga o caso e a apuração segue em sigilo até os fatos serem completamente elucidados.

Veja também

Brasil acumula 141.406 mortes pelo novo coronavírus
Saúde

Brasil acumula 141.406 mortes pelo novo coronavírus

Trump indica Amy Coney Barrett para Suprema Corte
internacional

Trump indica Amy Coney Barrett para Suprema Corte