Crime

Mulher que vendia rins nas redes sociais é presa na Venezuela

Nas redes sociais circulam denúncias de venda de órgãos por meio do Facebook

Mulher que vendia rins nas redes sociais é presa na VenezuelaMulher que vendia rins nas redes sociais é presa na Venezuela - Foto: Reprodução / Twitter

Uma mulher, Marielys del Carmen Yedr, foi presa na Venezuela por oferecer um rim humano à venda por US$ 20.000 nas redes sociais, informou o procurador-geral Tarek William Saab na noite de sábado (16).

"Depois de publicações em que oferecia um rim ilegalmente no valor de US$ 20.000 através do *Marketplace*... foi determinada a localização de uma das pessoas que realizada este tipo de oferta e foi possível verificar em seu telefone o conteúdo da publicação", disse o procurador no Twitter. 

Nas redes sociais circulam denúncias de venda de órgãos por meio do Facebook, que também tem sido usado para fraudes e outros crimes relacionados a sequestros, segundo a polícia. 

O promotor acompanhou seu tweet com fotos do anúncio publicado pela mulher no Marketplace em que foi oferecido "um rim de menina de 15 anos em perfeito estado"

Não está claro qual seria a origem do órgão. 

Segundo William Saab, a detida, Marielys del Carmen Yedr, será acusada de "doação com fins lucrativos". 

A promotoria está investigando se existe uma "rede criminosa" por trás desses tipos de publicações.

Veja também

Moradores fecham pista da Av. Agamenon Magalhães após fio de alta tensão cair em rua da Zona Norte
Recife

Moradores fecham pista da Av. Agamenon após fio de alta tensão cair em rua da Zona Norte

Índia proíbe plásticos de uso único para combater o desperdício
Meio Ambiente

Índia proíbe plásticos de uso único para combater o desperdício