PARIS

Mulher volta para casa após 6 meses e encontra cadáver emparedado

Corpo de um homem em posição fetal, envolto em plástico, estava em um muro na cozinha que foi construido por inquilinos

Necropsia está marcada durante o dia, disse a promotoria de BobignyNecropsia está marcada durante o dia, disse a promotoria de Bobigny - Foto: Reprodução/Twitter

Uma mulher que estava ausente de casa por seis meses descobriu, ao retornar, o cadáver de um homem em decomposição, em uma cidade ao nordeste de Paris, informou fontes da polícia francesa nesta segunda-feira (10).

A mulher havia confiado o apartamento a um casal. O marido planejava realizar obras na casa, localizada em Livry-Gargan.

Ao voltar de uma estada na Argélia, neste domingo (9), a mulher descobriu que, durante a sua ausência eles ergueram, na sua cozinha, um pequeno muro com um metro e meio de comprimento, um metro de altura e 40 cm de largura, segundas fontes coletadas.

Ao perceber um forte cheiro de alvejante e a presença de moscas, ela chama a polícia.

Os investigadores primeiro abriram um buraco na parede e encontraram a presença de "insetos carnavais, vermes e uma manta que cobria uma forma", disse outra fonte policial.

Ao destruir o muro, encontrei o corpo de um homem em posição fetal, envolto em plástico.

A moradora da casa disse que só sabia o nome do pedreiro que faria as obras. O telefone dele foi encontrado na casa, segundo a polícia.

Uma necropsia está marcada durante o dia, disse a promotoria de Bobigny, na periferia norte de Paris.

Veja também

Fiocruz critica PL do Aborto: "Retrocesso e ameaça à saúde de mulheres e meninas"
POSICIONAMENTO

Fiocruz critica PL do Aborto: "Retrocesso e ameaça à saúde de mulheres e meninas"

Exército de Israel diz que Hamas não pode ser destruído e expõe divergências com Netanyahu
GUERRA

Exército de Israel diz que Hamas não pode ser destruído e expõe divergências com Netanyahu

Newsletter