Mundo

Acidente ferroviário deixa nove mortos na Turquia

Trem-bala colidiu com locomotiva que passava por avaliação. Outras 47 pessoas ficaram feridas

Acidente em Ancara, na capital da Turquia, vitimou 9 pessoas e deixou 47 feridosAcidente em Ancara, na capital da Turquia, vitimou 9 pessoas e deixou 47 feridos - Foto: Adem Altam/AFP

Ao menos nove pessoas morreram e 47 ficaram feridas, três delas em estado grave, nesta quinta-feira (13), quando um trem-bala colidiu com uma locomotiva nas proximidades de Ancara, capital da Turquia.

O trem, que seguia de Ancara para Konya (centro do país), colidiu com uma locomotiva que passava por uma avaliação de rotina na mesma via, informou o governador de Ancara, Vasip Sahin.

O ministro dos Transportes, Cahit Turhan, anunciou à imprensa o balanço de nove mortos, seis passageiros e três maquinistas. Outras 47 pessoas ficaram feridas na tragédia.

De acordo com o governo de Ancara, o maquinista do trem-bala é uma das vítimas fatais.

O acidente aconteceu em uma pequena estação do distrito de Yenimahalle, ao oeste da capital. Uma passarela de pedestres desabou sobre o trem e pelo menos um vagão foi totalmente esmagado.

No trem viajavam mais de 200 passageiros e o acidente aconteceu poucos minutos depois da saída rumo à estação central de Ancara.

A linha de trem-bala Ancara-Konya foi inaugurada em 2011.

As equipes de resgate trabalhavam no local e retiraram pelo menos sete corpos das ferragens, cobertas por uma fina camada de neve.

O governador afirmou que os trabalhos de busca e resgate de vítimas prosseguem e que uma "investigação técnica" foi iniciada para esclarecer as causas da tragédia.

A Turquia iniciou nos últimos anos um plano de modernização de sua rede ferroviária, com a inauguração de várias linhas de trem-bala para que os passageiros possam optar por este meio de transporte, evitando os aviões e os ônibus.

Em 2014 o país inaugurou uma linha de trem-bala entre Ancara e Istambul que reduziu o tempo de viagem a três horas e meia, contra mais de sete horas antes.

Nos últimos anos, a rede ferroviária turca registrou vários acidentes. Em julho, 24 pessoas morreram quando um trem de passageiros descarrilou na região noroeste do pais.

O trem, que transportava 362 passageiros, seguia de Kapikule, na região de Tekirdag, na fronteira com a Bulgária, e seguia para Istambul quando seis vagões descarrilaram.

O acidente mais grave aconteceu em julho de 2004. Um trem-bala saiu da via na província de Sakarya e 41 pessoas morreram.

A Turquia começou a desenvolver sua rede ferroviária em meados do século XIX, durante o Império Otomano. As grandes potências da época, Grã-Bretanha, França e Alemanha, construíram a rede.

A lenda diz que as empresas estrangeiras cobravam por quilômetro, o que explicaria os itinerários tortuosos das linhas de trens.

O fundador da Turquia moderna, Mustafa Kemal Ataturk, desenvolveu a malha ferroviária, mas sua manutenção foi negligenciada quando a situação econômica do país enfrentou uma crise.

Veja também

Chile se desculpa com mulher esterilizada por ser portadora do HIV
Reconhecimento de responsabilidade

Chile se desculpa com mulher esterilizada por ser portadora do HIV

Avó de menina assassinada no Texas pede que governo 'faça algo' para evitar outra tragédia
Tragédia

Avó de menina assassinada no Texas pede que governo 'faça algo' para evitar outra tragédia