Agressor do Louvre teria tuitado sobre ataque minutos antes

Um deles dizia: "em nome de Allah (...) por nossos irmãos na Síria e pelos combatentes de todo o mundo"

Policiais patrulham o LouvrePoliciais patrulham o Louvre - Foto: Alain Jocard / AFP

O homem que atacou militares na galeria comercial do Museu do Louvre, em Paris, nesta sexta-feira (3), teria tuitado sobre a ação minutos antes, mencionando o Estado Islâmico, "os irmãos na Síria" e "os combatentes de todo o mundo" - segundo fontes ligadas à investigação.

Leia mais: Homem ataca soldados com um facão perto do Museu do Louvre em Paris

De acordo com essas fontes, os tuítes proveriam de "uma conta do Twitter, cujo titular poderia ser o autor".

Estão sendo investigados o iPhone 7 e o iPad do agressor, que ainda não teve sua identidade confirmada.

Na conta do Twitter aberta em nome de Abdallah El Hamahmy, vários tuítes em árabe foram postados nesta sexta, minutos antes do ataque.

Um deles, de 9h31 locais (6h31, horário de Brasília), dizia: "em nome de Allah (...) por nossos irmãos na Síria e pelos combatentes de todo o mundo". Um minuto depois, outro tuíte fazia referência ao EI. O ataque começou às 9h50 (6h50, horário de Brasília).

O titular da conta também mencionou uma viagem Dubai-Paris em 26 de janeiro, convergindo com a que foi feita pelo suspeito.

A conta continuava acessível nesta sexta à noite, constatou a AFP.

Veja também

Policiais do Capitólio prendem homem que tentou passar por barreira
Capitólio

Policiais do Capitólio prendem homem que tentou passar por barreira

EUA realiza última execução do mandato de Trump
EUA

EUA realiza última execução do mandato de Trump