Aloysio Nunes participa de reunião de emergência do Mercosul em Buenos Aires

O grupo fez um chamado pelo “pronto restabelecimento da ordem democrática” na Venezuela

Aloysio Nunes, ex-senador e ex-chanceler, foi alvo da Operação Lava Jato, e integra o governo do tucano como presidente da Investe SPAloysio Nunes, ex-senador e ex-chanceler, foi alvo da Operação Lava Jato, e integra o governo do tucano como presidente da Investe SP - Foto: George Gianni/Divulgação

Após assinar comunicado conjunto condenando o clima político da Venezuela, o chanceler brasileiro, Aloysio Nunes, confirmou presença na reunião de emergência do Mercosul que ocorre neste sábado (1º), em Buenos Aires, para discutir a situação. Convocado pela Argentina, o encontro deve contar também com representantes do Paraguai e Uruguai, que fazem parte do bloco regional.

Nesta tarde, os países integrantes da União Sul-americana de Nações (Unasul) criticaram a decisão do Tribunal Supremo de Justiça venezuelano de limitar a Assembleia Nacional, dominado pela oposição ao presidente Nicolás Maduro. O grupo, do qual também fazem parte Chile e Colômbia, fez um chamado pelo “pronto restabelecimento da ordem democrática” na Venezuela.

De acordo com o comunicado, a notícia causou “alarme” aos integrantes da Unasul, já que os fatos representam um atentado contra os princípios da democracia representativa e da independência dos Poderes. Além de manifestações em conjunto, diversos países já atuaram individualmente contra a decisão da corte venezuelana.

“Os países da região reiteram o urgente chamado para que o governo da Venezuela avance efetivamente na aplicação de medidas concretas, concertadas com a oposição, de acordo com as disposições da Constituição da República Bolivariana da Venezuela, para garantir a efetiva separação de poderes, o respeito ao Estado de Direito, aos direitos humanos e às instituições democráticas”, afirmam, no documento.

Veja também

Morre icônico jornalista dos EUA Larry King, de Covid-19
Coronavírus

Morre icônico jornalista dos EUA Larry King, de Covid-19

Milhares protestam contra prisão de opositor de Putin na Rússia
Protestos

Milhares protestam contra prisão de opositor de Putin na Rússia