Após terremoto, risco de tsunami faz moradores evacuarem Fukushima

O alerta emitido pelas autoridades japonesas informa que pequenos tsunamis locais podem ser gerados por maremotos com uma magnitude de 6,8 ou mais

Procon encontra variações de até 52% em itens para o Dia dos Pais, no comércio de JaboatãoProcon encontra variações de até 52% em itens para o Dia dos Pais, no comércio de Jaboatão - Foto: Divulgação

Moradores da região próxima à costa de Fukushima estão sendo convocados a sair de suas casas e irem para terrenos seguros após um terremoto de magnitude 7,3 atingir a área, pois existe risco de tsunamis. O epicentro do terremoto foi registrado no mar, aproximadamente a 67 quilômetros a nordeste de Iwaki, na costa de Fukushima, de acordo com o Centro Meteorológico Japonês.

O alerta emitido pelas autoridades japonesas informa que pequenos tsunamis locais podem ser gerados por maremotos com uma magnitude de 6,8 ou mais. Grandes tsunamis regionais e oceânicos são geralmente associados a maremotos de magnitude acima de 8.

O Centro Meteorológico Japonês informou que existe um risco de tsunami a qualquer momento. Segundo relatos da mídia japonesa, a central nuclear de Fukushima, localizada no leste do Japão, não foi afetada pelo terremoto.

Em 2011, após o terremoto com magnitude de 9,0 e uma onda gigante de 15 metros, a usina nuclear de Fukushima sofreu danos substanciais, causando a maior catástrofe nuclear após Chernobyl. A tragédia resultou em 20 mil mortos e desaparecidos.

Veja também

A 9 dias da eleição nos EUA, número de votos antecipados em 2020 ultrapassa os de 2016
EUA

A 9 dias da eleição nos EUA, número de votos antecipados em 2020 ultrapassa os de 2016

Festa nas ruas do Chile após aprovação de nova Constituição em plebiscito
América Latina

Festa nas ruas do Chile após aprovação de nova Constituição em plebiscito