Atentado do EI mata dezenas de peregrinos iranianos xiitas no Iraque

Grupo fazia uma pausa em um restaurante e um posto de gasolina durante a volta ao seu país após uma cerimônia religiosa

Miguel Arraes Miguel Arraes  - Foto: Divulgação

Um ataque com caminhão-bomba deixou mais de 80 mortos nesta quinta-feira (24) na cidade de Hilla, a 100 km ao sul de Bagdá, capital do Iraque. A maioria das vítimas era composta de peregrinos iranianos xiitas, que faziam uma pausa em um restaurante e um posto de gasolina durante a volta ao seu país após uma cerimônia religiosa na cidade de Karbala.

O Estado Islâmico (EI) reivindicou a autoria do ataque. Essa organização terrorista, que segue o ramo sunita do islã, considera que todos os xiitas são apóstatas. Alvo de uma ofensiva militar apoiada pelos Estados Unidos para ser expulso da cidade de Mossul, o EI tem intensificado seus ataques no Iraque.

Veja também

Transmissão da Argentina cai durante cúpula do Mercosul e governo brasileiro vê saída proposital
mercosul

Transmissão da Argentina cai durante cúpula do Mercosul e governo brasileiro vê saída proposital

Pandemia de coronavírus na Europa está longe de terminar, diz agência de controle
Coronavírus

Pandemia de coronavírus na Europa está longe de terminar, diz agência de controle