Ativistas defendem demolição da sacada onde Hitler discursou

Para os ativistas, além do peso da origem de sua construção, a obra não combina com a linha arquitetônica da torre principal onde foi erguida em Viena

'Balcão de Hitler', em Viena, na Áustria'Balcão de Hitler', em Viena, na Áustria - Foto: Roland Schlager/APA/AFP

Ativistas ligados à organização Memory Gaps lideram um movimento para demolição de uma sacada, construída em 1938, para Adolf Hitler discursar. A sacada faz parte de um edifício histórico que atualmente pertence à Prefeitura de Viena, na Áustria.

A varanda, construída às pressas para Hitler discursar, foi remodelada para ficar de acordo com a fachada neogótica do edifício. Para os ativistas, além do peso da origem de sua construção, a obra não combina com a linha arquitetônica da torre principal.

De acordo com a imprensa austríaca, as autoridades do país foram surpreendidas com o pedido dos ativistas. Não há consenso sobre a proposta; muitos defendem a manutenção da varanda por motivações históricas.

A diretora da comissão responsável por pesquisar e devolver bens roubados pelos nazistas, Eva Blimlinger, disse que, como tudo o que resultou do nacional-socialismo, a varanda também faz parte da história.

Leia também:
Ultradireita no Brasil contesta embaixada alemã sobre nazismo
Diretor leva filme sobre neonazismo e terrorismo a Cannes


A relação da Áustria com seu passado nazista continua sendo uma questão difícil, ainda mais com a legenda de extrema direita Partido da Liberdade (FPÖ), que assumiu o governo no ano passado.


Veja também

América Latina e Caribe têm mais de meio milhão de mortos por Covid-19, aponta AFP
PANDEMIA

América Latina e Caribe têm mais de meio milhão de mortos por Covid-19, aponta AFP

Israel bombardeia Gaza em represália por disparos de foguetes palestinos
CONFLITO

Israel bombardeia Gaza em represália por disparos de foguetes palestinos