A-A+

Ato deve escolher candidato de partido de Evo para eleições na Bolívia

O encontro deve ocorrer na cidade de San Ramon de la Nueva Oran, no extremo norte da província de Salta

Evo Morales, ex-presidente da BolíviaEvo Morales, ex-presidente da Bolívia - Foto: PEDRO PARDO / AFP

O ex-presidente boliviano Evo Morales, que está refugiado na Argentina, convocou seus apoiadores nos dois países para um ato na fronteira no próximo domingo (29). A ideia é reunir uma assembleia para escolher o candidato do MAS (Movimento ao Socialismo, partido de Evo), nas eleições bolivianas anunciadas para o primeiro semestre de 2020.

O encontro deve ocorrer na cidade de San Ramon de la Nueva Oran, no extremo norte da província de Salta, a cerca de 50 km da fronteira com a Bolívia.

A assessoria de Evo diz, porém, que se houver problemas logísticos para armar um palco ali, o ato seria transferido para Buenos Aires, onde o ex-presidente está vivendo, no bairro de Colegiales.

Leia também:
Procuradoria boliviana ordena a prisão do ex-presidente Evo Morales
Evo Morales deixa asilo no México e vai para a Argentina


Evo não expressou preferência entre os principais pré-candidatos de seu partido, que incluem os ex-chanceleres Diego Pary e David Choquehuanca, o ex-ministro de Economia Luis Arce e o líder comunitário Andrónico Rodríguez.

Uma pesquisa divulgada nesta segunda-feira (23) pelo jornal Pagina Siete coloca Rodríguez como mais bem posicionado entre os líderes do MAS. Ele obteria, hoje, 23% dos votos, contra 21% de Carlos Mesa, que foi candidato na eleição de 20 de outubro, e 13% do líder cívico Luís Fernando Camacho.

A mesma pesquisa aponta que 14% não votariam em nenhuma das opções. A mesma sondagem dá uma aprovação à presidente interina Jeanine Áñez de 41%, porém, 67% dizem que não gostariam que ela fosse candidata.

Evo afirmou que obteve o consentimento do governo argentino para realizar o ato após reunião na semana passada com o presidente do país, Alberto Fernández.

Veja também

Boris Johnson, 'muito preocupado' com a COP26 por anúncios alarmantes da ONU
COP26

Boris Johnson, 'muito preocupado' com a COP26 por anúncios alarmantes da ONU

Ciclista atropela espectadora próximo à linha de chegada em prova
Acidente

Ciclista atropela espectadora próximo à linha de chegada em prova