Ato em embaixada mata jordaniano e fere israelense

Caso ocorreu na Embaixada de Israel em Amã num contexto de tensão crescente na região

Um jordaniano morreu e um israelense ficou gravemente ferido, neste domingo (23), em um incidente na embaixada de Israel em Amã, em um contexto de tensão crescente na região.

Israel vive sob pressão depois que oito pessoas morreram no final de semana nos confrontos gerados pelas novas medidas de segurança impostas na Esplanada das Mesquitas de Jerusalém.

Na capital jordaniana, cujo governo administra oficialmente a Esplanada de Jerusalém, "um homem jordaniano morreu e um israelense foi ferido de forma grave em um incidente dentro da embaixada (israelense)" no bairro residencial de Rabiyé, em Amã, informou uma fonte de segurança, sem dar mais detalhes nem se identificar.

Forças de segurança jordanianas foram enviadas para os arredores da embaixada, informou um correspondente da AFP.

Israel e Jordânia assinaram um acordo de paz em 1994 e mantêm relações diplomáticas. As recentes medidas de segurança aplicadas por Israel na Esplanada das Mesquitas em Jerusalém reavivaram, no entanto, as tensões entre ambos os países.

Diante da nova onda de violência em Jerusalém e nos territórios ocupados, responsáveis israelenses disseram estar dispostos a modificar as medidas de segurança decretadas nos acessos ao terceiro local santo do Islamismo.

Mais cedo, o Papa Francisco pediu que o diálogo seja retomado como forma de aplacar a tensão dos conflitos.

Veja também

França exclui pedir desculpas por crimes coloniais na Argélia
Diplomacia

França exclui pedir desculpas por crimes coloniais na Argélia

Donald Trump deixou uma carta para Joe Biden
Governo dos EUA

Donald Trump deixou uma carta para Joe Biden