Atriz pornô diz que sexo com Trump foi o 'menos impressionante' de sua vida

Daniels também descreve os genitais de Trump em seu livro Full disclosure

A atriz pornô Stormy Daniels, que assegura ter tido um breve romance com Donald Trump em 2006A atriz pornô Stormy Daniels, que assegura ter tido um breve romance com Donald Trump em 2006 - Foto: Amanda Edwards/Gett Image North America/AFP

A atriz pornô Stormy Daniels, que assegura ter tido um breve romance com Donald Trump em 2006, assegura em um livro que o sexo com o presidente foi o "menos impressionante" de sua vida, informou nesta terça-feira o jornal britânico The Guardian.

Em seu livro "Full disclosure", que será publicado em 2 de outubro, Daniels também descreve os genitais de Trump, e inclui uma comparação com Toad, um personagem do videogame Mario Kart que tem cabeça de cogumelo, informou o veículo. The Guardian afirmou que obteve uma cópia do livro, que será publicado a um mês das eleições de meio mandato de 6 de novembro nos Estados Unidos.

Leia também:
Advogado diz que pagou atriz pornô por silêncio, a mando de Trump
Casa Branca nega detalhes de suposto caso de Trump com atriz pornô
Para o '60 Minutes', atriz pornô Stormy Daniels fala da relação com Trump
Advogado de Trump admite que pagou US$ 130 mil a atriz pornô ligada ao presidente
Melania Trump dá mamadeira a elefantes e faz safári no Quênia


Trump nega ter se relacionado com Daniels, mas seu advogado Michael Cohen se declarou culpado de violar as regras de financiamento eleitoral, e revelou que pouco antes das eleições presidenciais de 2016 pagou a Daniels 130.000 dólares para comprar seu silêncio sobre o caso.

Daniels, de 39 anos, que coopera com a Justiça na investigação, assegura que teve um encontro sexual com Trump em Lake Tahoe, Califórnia, durante um torneio de golfe em 2006, poucos meses depois de a esposa do bilionário, Melania, ter dado à luz seu filho, Barron.

No livro, Daniels afirma que o caso com o atual presidente começou quando um de seus guarda-costas a convidou para jantar com o famoso empreendedor imobiliário e apresentador do programa de televisão "O aprendiz". A noite terminou na cobertura de Trump.

"Pode ter sido o sexo menos impressionante que eu tive em minha vida, mas claramente ele não compartilhou essa opinião", escreve Daniels, que diz que logo se sentiu enojada com o affaire.

A atriz pornô relata que manteve contato com Trump no ano seguinte com a esperança de participar de seu programa de televisão. Além disso, diz que Trump lhe ofereceu uma vaga no programa e até sugeriu que ele poderia trapacear para ficar no programa por mais episódios.

Daniels - seu nome verdadeiro é Stephanie Clifford - diz que a vitória de Trump nas eleições presidenciais foi uma incrível surpresa para ela. Michael Avenatti, advogado de Daniels, tuitou após o artigo do The Guardian que "a coisa mais importante (sobre o livro) não é a descrição de seu relacionamento sexual com Trump".

"Em vez disso, é a descrição de sua vida e seu papel como uma mulher moderna, sem medo de dizer a verdade diante do poder", afirmou. Segundo o site da rede de livrarias Barnes and Noble, a editora do livro é a St. Martin's Press, subsidiária da gigante Macmillan. St. Martin's não respondeu às ligações da AFP para comentar as informações.

Veja também

YouTube suspende conta de Trump por tempo indeterminado
Bloqueado

YouTube suspende conta de Trump por tempo indeterminado

Internautas chineses criticam os testes retais para detectar a Covid-19
Testes

Internautas chineses criticam testes retais para detectar a Covid