A-A+

Avião se parte após sair de pista na Turquia

Aeronave transportava 183 passageiros e seis tripulantes, segundo o ministro dos transportes do país, Três pessoas morreram

Imagens mostram a fuselagem do avião dividida em duas partesImagens mostram a fuselagem do avião dividida em duas partes - Foto: Reprodução/Twitter

Um avião que tentava aterrissar em Istambul escorregou, saiu da pista e se partiu em três nesta quarta (5). Três pessoas morreram e 179 dos 183 a bordo ficaram feridos, informou o ministro da Saúde, Fahrettin Koca.

Segundo Koca, as vítimas morreram no hospital, e nenhum dos outros feridos corre risco de morte. Inicialmente, o governo havia informado que ninguém havia morrido.

O voo da companhia Pegasus sofreu o acidente ao tentar pousar no aeroporto internacional de Sabiha Gokcen em meio a uma tempestade com fortes ventos, por volta de 20h20 na hora local (14h20 em Brasília).

O avião, um Boeing 737-800, vinha da cidade de Esmirna, no oeste do país, que fica a cerca de 1h de voo. Ele carregava 177 passageiros e seis tripulantes.
Imagens da mídia turca mostraram que a fuselagem do avião, bem como uma parte perto da cauda, haviam se quebrado. Com o choque, a parte da cabine ficou completamente separada do resto do avião.

A parte exterior da aeronave pegou fogo, mas o incêndio foi controlado pelos bombeiros.

Leia também:
Passageiro brinca que tem coronavírus e avião faz viagem de 1.600 km de volta ao Canadá
Avião da Air Canada faz pouso de emergência em Madri



Os 177 passageiros, entre eles duas crianças, e os seis tripulantes foram retirados da aeronave por equipes de resgate. Segundo o canal NTV, os dois pilotos tiveram ferimentos graves e foram levados ao hospital.

O aeroporto Sabiha Gokce foi fechado para pousos e decolagens, e os voos do dia foram cancelados ou transferidos para outro terminal aéreo em Istambul.
A Pegasus é uma companhia aérea de baixo custo da Turquia. De acordo com o site russo RT, outro avião da empresa teve um acidente similar em janeiro de 2018, quando escapou da pista na cidade de Trabzon, também na Turquia. Naquela ocasião, ninguém se feriu e o avião não se partiu.

É o segundo incidente envolvendo um Boeing nesta semana. Na segunda-feira, um 767-300 da Air Canada precisou fazer um pouso de emergência em Madri depois que uma roda do trem de pouso se rompeu na decolagem. Os destroços comprometeram um dos motores e a aeronave precisou retornar.



Veja também

Repórter deixa ESPN após se recusar a tomar vacina da Covid-19
Vacina

Repórter deixa ESPN após se recusar a tomar vacina da Covid-19

Trabalhadores de Hollywood levantam ameaça de greve
Cinema

Trabalhadores de Hollywood levantam ameaça de greve