Bispos chilenos pedem demissão por escândalo de pedofilia

Todos os bispos do Chile apresentaram pedido de demissão coletiva diante do escândalo de pedofilia que atinge o país

Bispos chilenos pedem demissão após escândalo de pedofiliaBispos chilenos pedem demissão após escândalo de pedofilia - Foto: Vincenzo Pinto / AFP

Todos os bispos chilenos apresentaram nesta sexta-feira (18) um pedido de demissão coletiva de seus cargos em resposta ao escândalo de pedofilia que atinge a Igreja Católica no país. O Vaticano não divulgou ainda se o papa Francisco aceitou o pedido. "Nós colocamos nossa posição na mão do santo padre e cabe a ele decidir livremente sobre cada um de nós", diz um comunicado assinado pelos 34 bispos do país.

Uma investigação do Vaticano, divulgada parcialmente nesta sexta (18), afirmou que a cúpula da igreja chilena é responsável por "graves erros" no modo como lidou com os casos de pedofilia no país.

Leia também:
Vaticano nomeia nova comissão antipedofilia
Ativistas no Chile pedem ao papa ações contra pedofilia na Igreja


Os bispos são acusados de queimar documentos, ignorar denúncias e negligenciar vítimas, diz o documento de dez páginas, que teve parte de seu conteúdo divulgado pela imprensa chilena e depois confirmado pelo Vaticano. Por isso, o papa Francisco já tinha convocado todos os bispos chilenos para uma audiência no Vaticano nesta sexta sobre o caso.

Veja também

EUA anuncia sanções contra a Rússia e expulsão de 10 diplomatas
Política internacional

EUA anuncia sanções contra a Rússia e expulsão de 10 diplomatas

Vencedores do Nobel e ex-governantes pedem suspensão das patentes de vacinas contra Covid-19
Pandemia

Vencedores do Nobel e ex-governantes pedem suspensão das patentes de vacinas contra Covid-19