Bombardeios perto de duas escolas deixam 22 mortos na Síria

Em um primeiro momento, o OSDH informou que o ataque havia atingido duas escolas

Garoto sírio ferido recebe tratamentoGaroto sírio ferido recebe tratamento - Foto: Abd Doumany/AFP

Ao menos 22 civis, entre eles sete crianças, morreram nesta quarta-feira (26) em ataques aéreos contra um bairro onde se encontram duas escolas na província rebelde de Idleb, noroeste da Síria, informou a ONG Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH). "Aviões militares - sírios ou russos - realizaram seis bombardeios sobre a cidade de Has, contra uma escola e seus arredores, matando 22 civis, entre eles sete crianças", afirmou o OSDH.

Em um primeiro momento, o OSDH informou que o ataque havia atingido duas escolas. Um projétil caiu na entrada da escola no fim da manhã, no momento em que as crianças eram retiradas do edifício devido aos bombardeios, afirmou à AFP um militante antigovernamental do Idleb Media Center, que pediu o anonimato. A província de Idleb está controlada pelo Exército da Conquista, uma aliança de grupos rebeldes que inclui a Frente Fateh al Sham, ex-braço sírio da Al-Qaeda. Desde o início de 2011, a guerra civil provocou na Síria a morte de mais de 300.000 pessoas, e o deslocamento de mais da metade da população.

Veja também

Chile supera meio milhão de casos de Covid-19 na véspera do plebiscito constitucional
América Latina

Chile supera meio milhão de casos de Covid-19 na véspera do plebiscito constitucional

Papa nomeia italiano novo patriarca latino de Jerusalém
Vaticano

Papa nomeia italiano novo patriarca latino de Jerusalém