Câmara da Flórida eleva para 21 anos idade para compra de armas como fuzis

Medidas são aprovadas em meio à pressão por controle de armamento após o ataque a tiros a uma escola que deixou 17 mortos em Parkland em 14 de fevereiro

Estudantes e parentes se reúnem após tiroteio na Escola Marjory Stoneman Douglas, na FlóridaEstudantes e parentes se reúnem após tiroteio na Escola Marjory Stoneman Douglas, na Flórida - Foto: Michele Eve Sandberg / AFP

O Legislativo do estado da Flórida aprovou nesta quarta-feira (7) a lei que sobe de 18 para 21 anos a idade mínima para a compra de armas longas, como fuzis, e permite que funcionários de escolas portem armas no trabalho.

As medidas são aprovadas em meio à pressão por controle de armamento após o ataque a tiros a uma escola que deixou 17 mortos em Parkland em 14 de fevereiro -os sobreviventes da tragédia foram os principais defensores das mudanças na lei.

Leia também
Banco Mundial pede prudência a Trump
EUA oficializam tarifa sobre aço e não poupam Brasil
Trump apoia reforço do controle para compra de armas após tiroteio na Flórida
Tiroteio em escola na Flórida deixa vários feridos


Além da elevação da idade, a legislação estabelece um período de quarentena para a aquisição dos fuzis e proíbe a venda dos chamados "bump stocks", mecanismos que transformam armas semiautomáticas em metralhadoras.

Também cria um programa voluntário no qual funcionários dos colégios poderão levar revólveres e pistolas aos seus locais de trabalho. Para isso, porém, eles precisarão de treinamento policial e autorização do distrito escolar.

A medida é similar a um projeto da Associação Nacional do Rifle (NRA), principal lobby pró-armas dos EUA, e havia sido sugerida pelo presidente Donald Trump logo depois da tragédia como solução a futuros massacres.

O projeto ainda inclui medidas que criam novos programas de saúde mental para as escolas, um disque-denúncia de ameaças às instituições e ensino e melhoras na comunicação as áreas educacional e de segurança.

Agora, a lei vai para a sanção do governador Rick Scott. O republicano, no entanto, é contra professores armados em sala de aula e, em seu lugar, defende a existência de um policial a cada mil alunos nas escolas.

Por outro lado, o projeto não proíbe a venda de armas longas, como queriam os estudantes. Foi com um fuzil AR-15 comprado legalmente que Nikolas Cruz, 19, atacou a escola Marjorie Stoneman Douglas, da qual é ex-aluno.

Cruz foi preso logo após o ataque e foi indiciado por homicídio doloso.

Veja também

Vantagem de Biden sobre Trump cai 2 pontos percentuais em uma semana
EUA

Vantagem de Biden sobre Trump cai 2 pontos percentuais em uma semana

Nasa anuncia descoberta inédita de água na superfície da Lua iluminada pelo Sol
Descoberta espacial

Nasa anuncia descoberta inédita de água na superfície da Lua iluminada pelo Sol