Casal finge morte de bebê com boneca Reborn para arrecadar dinheiro

O caso aconteceu em Somerset, condado de Nova Jersey, nos Estados Unidos

A GoFundMe diz que reembolsará todo o dinheiro doado ao casalA GoFundMe diz que reembolsará todo o dinheiro doado ao casal - Foto: Reprodução/GoFundMe

Um casal usou uma boneca 'Reborn' (linha que imita bebês de verdade) para tentar arrecadar dinheiro pelas redes sociais. O caso aconteceu em Somerset, condado de Nova Jersey, nos Estados Unidos.

Geoffrey Lang e sua mulher Kaycee publicaram na internet a notícia de que o suposto filho Easton Walt teria morrido de falha respiratória horas após o seu nascimento, em 3 de julho, segundo reportagem do canal local Action4News.

O casal então criou uma conta no site de arrecadação GoFundMe pedindo dinheiro para poderem comprar uma urna de cinzas personalizada. No texto, eles descreveram a "experiência de segurar as mãos do bebê, abraço e beijá-lo" em seu breve momento de vida.

Leia também:
Uso da força em Hong Kong pode afetar acordo dos EUA com a China
Incêndio em creche mata cinco crianças nos EUA


Uma amiga de Kaycee suspeitou da falsa gravidez e ligou para a polícia. "Estávamos felizes por eles, porque ela disse que já tinha perdido um bebê", contou Cynthia Dilascio.

Dilascio contou que recebeu um convite para um chá de bebê, mas o casal havia desaparecido nos últimos sete meses. Após o anúncio da suposta morte, ela foi convidada a um memorial, mas se recusou a ir. "Não sei por qual motivo eles fizeram isso, mas magoar amigos e familiares é algo doente", afirmou a amiga.

Ao invadir a casa, a polícia encontrou uma boneca "Reborn" que o casal pode ter usado para realizar a fraude. Eles devem comparecer ao tribunal em setembro por acusação de roubo.

A GoFundMe diz que reembolsará todo o dinheiro doado ao casal. A reportagem não informou quanto o casal já teria recebido.

Veja também

Destino do TikTok nos EUA será decidido neste domingo
Apps

Destino do TikTok nos EUA será decidido neste domingo

Trump indica Amy Coney Barrett para Suprema Corte
internacional

Trump indica Amy Coney Barrett para Suprema Corte