Cheia do Rio Sena leva à retirada de 1.500 pessoas em Paris e arredores

Em 2016, as chuvas torrenciais desencadearam grandes inundações, mergulhando partes das regiões centrais da França e locais de Paris no caos

Cheia do rio Sena deixou prédios debaixo d'águaCheia do rio Sena deixou prédios debaixo d'água - Foto: Geoffroy Van Der Hasselt / AFP

O Rio Sena, que atravessa Paris, continuou a subir nesse domingo (28) e levou à retirada de cerca de 1.500 pessoas na região da Ile-de-France, incluindo a capital francesa e as zonas ao redor, de acordo com a polícia de Paris. A informação é da Agência Xinhua.

O nível da água permaneceu em nível elevado na região, onde 240 comunidades receberam alertas sobre as inundações. Cerca de 1.500 cidadãos foram convocados a deixar suas casas, disse Michel Delpuech, chefe do órgão policial de Paris. "As águas só vão embora devagar", disse Delpuech a repórteres, salientando que "todos sabem o que devem fazer".

Leia também:
Água do rio Sena continua a subir na região parisiense


Às 15h (hora local), o Sena subiu para 5,81 metros. Chegaria ao seu pico às 18h de domingo ou no início desta segunda-feira. "É esperado que o rio alcance seu nível mais alto, ligeiramente inferior ao alcançado durante a enchente de junho de 2016," informou a agência de notícias do governo.

Em 2016, as chuvas torrenciais desencadearam grandes inundações, mergulhando partes das regiões centrais da França e locais de Paris no caos, quando o Sena subiu para 6,1 metros. Seis pessoas morreram nas inundações.

Uma chuva sem interrupções causou as inundações, principalmente na região de Paris, onde o alto nível da água ultrapassou as passarelas do rio e obrigou o Museu Louvre a fechar para o público o Departamento de Arte Islâmica, até o dia 29 de janeiro.

O operador ferroviário SNCF também fechou a linha de trens RER C, que corre ao longo do rio e é usado por turistas para chegar à Torre Eiffel, à Catedral de Notre-Dame e Versalhes. A agência meteorológica francesa, Meteo France, colocou oito distritos em alerta laranja até hoje à tarde, devido a riscos persistentes de forte inundação.

Veja também

Israel lança ataques sobre Gaza após disparos de foguetes
Mundo

Israel lança ataques sobre Gaza após disparos de foguetes

República Dominicana vota para presidente após dia recorde de contágios de Covid-19
Mundo

República Dominicana vota para presidente após recorde de Covid-19