A-A+

China apoia medidas contra Coreia do Norte

Dada a situação na península coreana, o Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) "deve buscar uma resposta" com a imposição de "novas medidas", manifestou Wang

Wang Yi: Conselho da ONU "deve buscar uma resposta"Wang Yi: Conselho da ONU "deve buscar uma resposta" - Foto: Etienne Oliveau / POOL / AFP

O ministro de Assuntos Exteriores da China, Wang Yi, afirmou, nesta quinta-feira (7), que seu País apoiará novas medidas contra a Coreia do Norte após o último teste nuclear realizado pelo regime de Kim Jong-un. Dada a situação na península coreana, o Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) "deve buscar uma resposta" com a imposição de "novas medidas", manifestou Wang em uma coletiva de imprensa em Pequim, acrescentando que as sanções são apenas parte da solução.

Uma nova ação da comunidade internacional deve ter como objetivo "danificar o programa de mísseis e nuclear do Governo da República Popular Democrática da Coreia, ao mesmo tempo que ajuda a retomar o diálogo e as negociações", disse o chanceler.

"Acreditamos que as sanções e a pressão são só uma parte para resolver o problema. A outra parte é a negociação", insistiu Wang em declarações após uma reunião com o vice-primeiro-ministro do Nepal, Krishna Bahadur Mahara.

Apoio
O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, e o presidente sul-coreano, Moon Jae-in, pediram a Vladimir Putin apoio a novas sanções contra a Coreia do Norte, apesar de o presidente russo não acreditar em sua eficácia.

Abe e Jae-in apoiam o embargo de petróleo promovido pelos Estados Unidos no Conselho de Segurança da ONU. Já a Rússia insiste na necessidade de diálogo com Pyongyang.

Veja também

Após breve pausa, vulcão das Canárias volta a expelir cinzas
La Cumbre Vieja

Após breve pausa, vulcão das Canárias volta a expelir cinzas

Assembleia Geral da ONU expôs desconfiança e preocupações semelhantes, diz seu presidente
Mundo

Assembleia Geral da ONU expôs desconfiança e preocupações semelhantes, diz seu presidente