China emenda constituição e Xi pode ficar no poder indefinidamente

Alterações também incluem a inserção da teoria política de Xi na Constituição

Presidente chinês, Xi JinpingPresidente chinês, Xi Jinping - Foto: Divulgação

A China eliminou os limites do mandato presidencial da sua Constituição neste domingo, dando ao presidente Xi Jinping o direito de permanecer no cargo indefinidamente e confirmando seu status como o líder mais poderoso do país desde que Mao Tsé-tung morreu, há mais de 40 anos.

O Partido Comunista anunciou a proposta de alteração no mês passado, e nunca houve dúvida de que passaria, já que o parlamento está repleto de membros do partido leais que não se opuseram à proposta.

As alterações também incluem a inserção da teoria política de Xi na Constituição, algo que já foi adicionado à carta do partido em outubro no final de um congresso, uma façanha que nenhum outro líder desde Mao havia conquistado.

Leia também:
Trump discute Coreia do Norte em ligação com presidente da China
China anuncia superávit comercial gigantesco e prepara resposta para protecionismo de Trump

Além disso, foram incluídas cláusulas para dar um desenho institucional a um novo departamento de combate à corrupção. Só houve dois votos "não" e três abstenções, em um conjunto de quase 3 mil delegados.

Xi emitiu o seu voto primeiro, no pódio na frente do corredor, seguido sucessivamente pelos outros seis membros do comitê permanente de elite do partido, que administra a China.

Veja também

A 8 dias da eleição, Senado dos EUA confirma juíza ultraconservadora para a Suprema Corte
internacional

A 8 dias da eleição, Senado dos EUA confirma juíza ultraconservadora para a Suprema Corte

Vacinação eficiente contra Covid vai depender de estatísticas, diz agência de saúde europeia
Coronavírus

Vacinação eficiente contra Covid vai depender de estatísticas, diz agência de saúde europeia