Comandante do Pentágono visita o Afeganistão

Exército americano lançou a bomba de maior potência de seu arsenal convencional contra posições subterrâneas do grupo Estado Islâmico no leste do Afeganistão

James Mattis, secretário de Defesa de TrumpJames Mattis, secretário de Defesa de Trump - Foto: Mandel Ngan/AFP

O secretário de Defesa dos Estados Unidos, James Mattis, desembarcou nesta segunda-feira (24) em Cabul para uma visita surpresa, a sua primeira ao país onde 8.400 soldados americanos estão mobilizados.

Mattis, que serviu no Afeganistão, chegou ao país menos de uma hora após o anúncio dos pedidos de demissão do ministro da Defesa afegão, Abdullah Habibi, e do comandante do Estado-Maior do exército, o general Qadam Shah Shahim.

Os dois renunciaram após o ataque de sexta-feira (21) contra uma base militar do norte do país, reivindicado pelos talibãs, que deixou mais de 100 mortos.

Há quase duas semanas o exército americano lançou a bomba de maior potência de seu arsenal convencional contra posições subterrâneas do grupo Estado Islâmico no leste do Afeganistão, um ataque que matou 96 jihadistas.

O governo dos Estados Unidos, que apoia as forças afegãs na luta contra o terrorismo, mantém 8.400 soldados no país e, além de coordenar as operações da Otan, realiza bombardeios aéreos contra as posições da Al-Qaeda, os talibãs e o grupo EI.

O general John Nicholson, que comanda a operação da Otan 'Resolute Support', afirmou em fevereiro no Congresso americano que seriam necessários "alguns milhares" de soldados adicionais para acabar com os insurgentes.

Apesar de uma reunião prevista com o general Nicholson, nada parece indicar que o secretário de Defesa fará um anúncio neste sentido.

Mattis também terá reuniões com várias autoridades afegãs, incluindo o presidente Ashraf Ghani.

Veja também

Biden assume comando da luta contra Covid-19 e decreta quarentena para viajantes
EUA

Biden assume comando da luta contra Covid-19 e decreta quarentena para viajantes

Apostador leva sozinho R$ 3,9 bilhões, o quarto maior prêmio de loteria nos EUA
LOTERIA

Apostador leva sozinho R$ 3,9 bilhões em loteria nos EUA