Coreia do Norte faz segundo teste de mísseis em uma semana

Os lançamentos ocorrem dias depois de Pyongyang testar dois mísseis similares, visando pressionar a Coreia do Sul e os EUA a suspenderem exercícios militares

Lançamento de mísseis na Coreia do NorteLançamento de mísseis na Coreia do Norte - Foto: Jung Yeon-je / AFP

As autoridades da Coreia do Sul anunciaram que a Coreia do Norte disparou nesta quarta-feira (31/07) dois mísseis balísticos de curto alcance a partir da costa oriental do país. Os lançamentos ocorrem dias depois de Pyongyang testar dois mísseis similares, visando pressionar a Coreia do Sul e os EUA a suspenderem exercícios militares conjuntos.

De acordo com o Estado-maior conjunto sul-coreano, o primeiro míssil balístico foi lançado às 05h06 (horário local) e o segundo, 21 minutos depois.

Os dois projéteis alcançaram uma altura de 30 quilômetros e percorreram cerca de 250 quilômetros antes de cair no mar, de acordo com a agência de notícias sul-coreana Yonhap, que citou dados oficiais.

Este é o segundo teste de mísseis balísticos em menos de uma semana. Na quinta-feira passada, o regime de Pyongyang lançou dois foguetes, também a partir da costa oriental, com uma trajetória de cerca de 600 quilômetros.

Leia também:
Ao menos 900 crianças imigrantes foram separadas dos pais nos EUA no último ano
Rússia mantém em sigilo detalhes de incêndio que matou 14 em submarino
Trump faz história com rápida visita à Coreia do Norte

Os testes foram supervisionados pelo ditador norte-coreano, Kim Jong-un, noticiaram meios de comunicação da Coreia do Norte.

O ministro da Defesa sul-coreano, Jeong Kyeong-doo, afirmou que os últimos projéteis disparados são de um tipo diferente dos mísseis lançados anteriormente, sem citar detalhes.

Os testes ocorrem depois da reunião histórica de 30 de junho entre Kim e o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, na fronteira entre as duas Coreias, onde decidiram relançar o processo de desnuclearização da península coreana.

"As ações da Coreia do Norte não ajudam a aliviar as tensões militares nem ajudam a manter o clima para as conversas que estão sendo encaminhadas", disse o ministro do Exterior da Coreia do Sul, Kang Kyung-wha a repórteres em Seul, antes de partir para um fórum de segurança do Sudeste Asiático, realizado em Bangkok.

Trump e Pompeo minimizaram os lançamentos da semana passada. Pompeo continuou expressando esperança de sucesso nas negociações com a Coreia do Norte.

Veja também

Estudo feito nos EUA confirma baixa letalidade da Covid-19 em crianças
Coronavírus

Estudo feito nos EUA confirma baixa letalidade da Covid-19 em crianças

Aliança internacional reserva 100 milhões de doses de vacinas para os países mais pobres
Coronavírus

Aliança internacional reserva 100 milhões de doses de vacinas para os países mais pobres