Corpo de Salvador Dalí pode ser exumado nesta quinta

Teatro-Museu Dalí onde o corpo do artista surrealista descansa será fechado ao público, para dar início ao processo de exumação

Museu-Dalí será fechado para que sejam iniciados os trabalhos de exumação do corpoMuseu-Dalí será fechado para que sejam iniciados os trabalhos de exumação do corpo - Foto: LLUIS GENE/AFP

A exumação do corpo de Salvador Dalí para extrair amostras de DNA para um processo de paternidade será realizada nesta quinta-feira (20), após o fechamento do Teatro-Museu Dalí ao público. O processo foi apresentado por uma moradora de Figueras, no Nordeste da Espanha, cidade natal do artista surrealista.

A informação foi confirmada pelo Tribunal Superior de Justiça da Catalunha, que detalhou que a Fundação Museu Dalí solicitou ao juizado de primeira instância número 11 de Madri, encarregado pelo trâmite do processo, que modificasse o horário das diligências para não prejudicar as atividades diárias do museu. O juizado de Madri admitiu a petição e a transferiu ao juizado de Figueras, que fará as diligências para que se inicie a tarefa de exumação a partir das 20h (horário local, 15h de Brasília).

Fontes jurídicas informaram à Agência EFE da apresentação de dois recursos à petição judicial de coleta de amostras do corpo de Dalí – um da Advocacia do Estado e outro da fundação –, que serão analisados posteriormente, uma vez que nestes tipos de casos de paternidade essas demandas não paralisam as exumações.

Os administradores do museu organizaram meios para facilitar os complexos trabalhos de exumação do corpo de Dalí, que descansa neste centro sob uma laje de uma tonelada e meia de peso. A Fundação Gala-Dalí, que desconhece o tempo que vai durar a intervenção, anunciou em um comunicado que jornalistas serão vetados ao interior do museu e tampouco poderão fazer imagens.

O objeto desta exumação é confrontar o DNA de Salvador Dalí com o da mulher que se declara filha do pintor, Pilar Abel, que reivindica há anos o reconhecimento do artista como seu pai.

O caso
Em uma entrevista pouco precisa dada em março de 2015 à televisão catalã TV3, Pilar Abel explicou que sua mãe e Dalí tiveram uma relação clandestina quando ela trabalhava no pequeno enclave costeiro de Port-Lligat (Cadaqués), onde o artista passava longas temporadas. Contou que, após ficar grávida, sua mãe se casou com outro homem e, meses depois, ela nasceu. Quando tinha oito anos, sua avó paterna lhe disse: “Sei que você não é filha do meu filho, sei que seu pai é um grande pintor”. “E me disse o nome: Dalí”, assegurou.

Segundo ela, sua mãe lhe confirmou essa versão, antes de sofrer de demência senil. Se a paternidade for provada, Pilar Abel poderá iniciar processos judiciais para exigir sua parte na herança. Casado com Gala Éluard Dalí, ex-mulher do poeta francês Paul Éluard, Dalí viveu os últimos anos de sua vida recluso em um castelo em Pubol, onde foi enterrado junto com sua esposa. Eles não tiveram filhos.

Veja também

Vacinação ajuda Boris Johnson a enfrentar onda de más notícias no Reino Unido
Vacina contra Covid-19

Vacinação ajuda Boris Johnson a enfrentar onda de más notícias no Reino Unido

Turistas vão em massa a Dubai para fugir dos confinamentos
Pandemia

Turistas vão em massa a Dubai para fugir dos confinamentos