Cuba declara nove dias de luto pela morte de Fidel Castro

Governo informou que as cinzas de Fidel serão sepultadas no dia 4 de dezembro, após peregrinação de aproximadamente 1.000 km

Ciro Gomes (PDT) e Geraldo Alckmin (PSDB)Ciro Gomes (PDT) e Geraldo Alckmin (PSDB) - Foto: Divulgação

Cuba fará nove dias de luto nacional em homenagem pela morte de Fidel Castro, o líder da revolução cubana, que faleceu aos 90 anos, com diversos atos em Havana e Santiago de Cuba, onde suas cinzas serão enterradas no dia 4 de dezembro.

Leia mais:
» Temer, Dilma e Lula lamentam morte de Fidel Castro
»Em Cuba, população se divide entre festa e lamento pela morte de Fidel
»Trump: Fidel Castro foi um "ditador brutal" que oprimiu seu povo
»O futuro incerto da ilha revolucionária ante a morte de Fidel
»Veja a repercussão da morte do ditador cubano Fidel Castro
»Miami festeja a morte de Fidel e proclama uma "Cuba livre"
»Confira as principais datas da vida do ex-presidente cubano Fidel Castro
»Presidentes latino-americanos lamentam a morte de Fidel
»Fidel Castro morre em Cuba aos 90 anos


Após decretar nove dias de luto nacional, o governo informou que as cinzas de Fidel Castro serão sepultadas no dia 4 de dezembro cemitério Santa Ifigenia, em Santiago de Cuba, onde chegarão após percorrer a ilha por quatro dias, de quarta-feira a sábado, partindo de Havana.

O governo de Raúl Castro promulgou um decreto com o anúncio. "Durante a vigência do luto nacional cessarão as atividades e os espetáculos públicos, ondeará o pavilhão nacional a meio o mastro nos prédios públicos e estabelecimentos militares", segundo o texto difundido pela imprensa estatal.

A peregrinação de aproximadamente 1.000 km acontecerá no sentido inverso ao feito por Fidel na "Caravana da Liberdade" em 1959 de Santiago de Cuba, após proclamar o triunfo de sua revolução, informou a comissão organizadora dos funerais.

Está previsto um grande ato de despedida nesta terça-feira na Praça da Revolução de Havana, coração político da ilha, onde serão expostas as cinzas do pai da revolução cubana na segunda e na na terça-feira.

Outro grande ato acontecerá no sábado na Praza Antonio Maceo, de Santiago de Cuba, a 960 km da capital cubana e considerada o berço da revolução.

O governo informou que a revista militar prevista para o dia 2 de dezembro, pelo 60 aniversário do desembarque do Granma e dia das Forças Armadas Revolucionárias, será postergada para 2 de janeiro de 2017.

Veja também

Velocidade, pressão e tecnologia, o futebol ficou mais 'difícil' depois de Pelé
Rei 80

Velocidade, pressão e tecnologia, o futebol ficou mais 'difícil' depois de Pelé

Trump e Biden se enfrentam em último debate sob tensão máxima
EUA

Trump e Biden se enfrentam em último debate sob tensão máxima