Cuba decreta luto oficial por queda de avião que matou 108 pessoas

Maioria dos mortos na queda do avião é de Cuba, que decretou luto oficial

Queda de avião em CubaQueda de avião em Cuba - Foto: Granma

O governo de Cuba decretou luto oficial de dois dias pelo acidente aéreo ocorrido nesta sexta-feira (19) em Havana, capital do país, no qual morreram 108 pessoas. "Por causa do catastrófico acidente, o Conselho de Estado da República de Cuba decretou luto oficial até o dia 20 de maio", informou a imprensa estatal da ilha.

Durante o período, a bandeira do país permanecerá em meio mastro nos edifícios públicos e instituições militares.

O Boeing 737 operado pela Cubana de Aviación, alugado da companhia mexicana Global Air, caiu com 110 pessoas a bordo pouco depois de decolar do aeroporto internacional de Havana.

Leia também:
Avião cai após decolar de aeroporto de Havana, em Cuba


Apenas três mulheres sobreviveram ao acidente, mas uma delas morreu posteriormente no hospital devido aos ferimentos. As outras duas seguem internadas em estado grave.

A maioria das vítimas é cubana, mas também havia estrangeiros no voo. Dois argentinos e outros três cidadãos de nacionalidade ainda desconhecida estavam na aeronave. Os seis tripulantes eram mexicanos, segundo a Global Air.

Veja também

Cúpula sobre economias africanas pede suspensão de patentes de vacinas anticovid
Patentes de vacinas

Cúpula sobre economias africanas pede suspensão de patentes de vacinas anticovid

Canadá investirá em filial de laboratório dos EUA para fabricar vacinas anticovid
Coronavírus

Canadá investirá em filial de laboratório dos EUA para fabricar vacinas anticovid