Disparos deixam dois mortos em Universidade de Michigan

A polícia está percorrendo o campus e as áreas circundantes com helicópteros e patrulhas em busca do atirador

Universidade Central de MichiganUniversidade Central de Michigan - Foto: Wikimedia Commons

Duas pessoas morreram nesta sexta-feira (2) nos disparos ocorridos no campus da Universidade Central de Michigan, norte dos Estados Unidos, informou a instituição. O atirador está sendo procurado pelas autoridades. A Universidade notificou que duas pessoas foram mortas nos dormitórios da instituição, mas que não eram estudantes. No entanto, não forneceu detalhes sobre as identidades.

"Duas pessoas receberam disparos que causaram sua morte no Campbell Hall, no campus, esta manhã. Os mortos não são estudantes e a polícia acredita que a situação desatou por um assunto doméstico", afirmou a universidade em um comunicado. "O campus está fechado, pois o suspeito ainda está a solta", acrescenta o texto.

Leia também:
Ataque a tiros deixa 17 mortos em escola na Flórida
Trump insiste em armar professores para impedir tiroteios em escolas


A universidade identificou o suposto autor dos disparos como James Eric Davis, "um homem negro de aproximadamente 19 anos de idade". A polícia está percorrendo o campus e as áreas circundantes com helicópteros e patrulhas.

Agentes federais do Departamento de Álcool, Tabaco e Armas de Fogo foram enviados ao local para ajudar nas buscas. Esse tiroteio acontece duas semanas depois que 17 pessoas morreram na escola secundária Marjory Stoneman Douglas, na Flórida, o que relançou o debate sobre a legislação que defende o direito constitucional de possuir armas nos Estados Unidos.

Veja também

Quase 40 milhões de eleitores já votaram antecipadamente nos EUA
EUA

Quase 40 milhões de eleitores já votaram antecipadamente nos EUA

França estuda restrições para Covid-19 até abril de 2021
Coronavírus

França estuda restrições para Covid-19 até abril de 2021