Donald Trump cria força armada do espaço sideral

Ao discursar, Donald Trump afirmou que, durante muitos anos, os “sonhos de exploração e descoberta” do espaço dos norte-americanos foram destruídos pela política e pela burocracia

Presidente dos EUA, Donald TrumpPresidente dos EUA, Donald Trump - Foto: Nicholas Kamm / AFP

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ordenou nesta segunda-feira (18) a criação de uma Força Espacial. A força seria um sexto braço independente das Forças Armadas do país. O anúncio foi feito durante reunião do Conselho Nacional do Espaço. “Eu estou aqui ordenando o Departamento de Defesa e o Pentágono para começar imediatamente o processo para estabelecer uma força espacial como o sexto braço das Forças Armadas”, disse Trump.

“Quando se trata de defender a América, não é suficiente somente ter uma presença americana no espaço. Nós precisamos ter dominância americana no espaço”, disse Trump. Ao discursar, o presidente afirmou que, durante muitos anos, os “sonhos de exploração e descoberta” do espaço dos norte-americanos foram destruídos pela política e pela burocracia, acrescentando que o que está fazendo é muito importante para a moral do país. “Nós não queremos a China e a Rússia e outros países nos liderando.”

Os Estados Unidos são membros do Tratado do Espaço Exterior, que entrou em vigor em 1967 e estabelece regras para o uso do espaço sideral pelos Estados-Membros. Entre elas, a regra de que a Lua e outros corpos celestiais só podem ser usados para fins pacíficos.

Leia também
EUA não vão virar campo de refugiados, afirma Donald Trump
Advogado de Trump defende investigação da investigação sobre ligação com a Rússia nas eleições


O Conselho Nacional do Espaço havia sido criado em 1989, mas parou de funcionar em 1993 e sua reativação foi anunciada pelo governo Trump em junho do ano passado. Tanto a reativação do conselho quanto o anúncio de hoje fazem parte dos esforços do governo para impulsionar a exploração espacial do país.

Desde 1972, os norte-americanos não enviam um homem à Lua. Uma promessa de Trump, enfatizada nesta segunda, foi que os Estados Unidos enviarão novas missões tripuladas ao corpo celeste e, em seguida, para Marte. A primeira missão tripulada à Lua ocorreu em 1969, durante a Guerra Fria, no governo de John F. Kennedy, e, desde então, a agência espacial norte-americana vinha focando seus trabalhos em missões não tripuladas.

Veja também

Trump sairá de Washington horas antes da posse de Biden na quarta-feira (20)
Estados Unidos

Trump sairá de Washington horas antes da posse de Biden na quarta-feira (20)

WhatsApp adia alteração de normas de serviço após fuga de usuários
Privacidade

WhatsApp adia alteração de normas de serviço após fuga de usuários