Drone americano mata 30 civis no Afeganistão

Um porta-voz das Forças Armadas americanas disse que o Exército está ciente das alegações de que não combatentes morreram

Forças de segurança afegãs investigam cena da explosão de carro-bomba Forças de segurança afegãs investigam cena da explosão de carro-bomba  - Foto: STR / AFP

Um ataque com drone dos Estados Unidos que visava destruir um esconderijo do Estado Islâmico matou, no mínimo, 30 civis no Afeganistão. Um porta-voz das Forças Armadas americanas disse que o Exército está ciente das alegações de que não combatentes morreram, e está trabalhando com autoridades locais para determinar os fatos.

Veículos da mídia como Reuters e outros disseram que o ataque ocorrido na quarta-feira (18) à noite atingiu acidentalmente agricultores e trabalhadores na província de Nangarhar, na parte leste do país, deixando outras 40 pessoas feridas.

Horas mais tarde, na parte sul do país, um carro bomba deixou 20 pessoas mortas e mais de 80 outras feridas. Autoridades locais dizem que a explosão danificou parte de um hospital das proximidades e várias moradias.

Leia também:
Atentado talibã deixa 14 mortos e 145 feridos no Afeganistão
Bomba mata 34 passageiros em ônibus no Afeganistão


O grupo extremista Talibã divulgou uma declaração assumindo que seus militantes alvejaram uma agência de inteligência do governo na área.

Os dois bombardeios aconteceram alguns dias após o grupo militante ter conduzido bombardeios duplos que mataram, no mínimo, 48 pessoas e feriram mais de 70 outras.

Recentemente, o Talibã advertiu que alvejaria postos de votação e manifestações antes das eleições presidenciais que estão marcadas para a semana que vem.

Veja também

Sonda chinesa pousa na Lua para coletar amostras do solo
Espaço

Sonda chinesa pousa na Lua para coletar amostras do solo

EUA tem recorde de mortes diárias por Covid-19 desde abril
Coronavírus

EUA tem recorde de mortes diárias por Covid-19 desde abril