Mundo

Egito revela descoberta de uma tumba de alto integrante da Quinta Dinastia de faraós

O túmulo pertencia a um alto oficial chamado Khuwy, um nobre da época. Foi descoberto no mês passado, mas só teve sua existência divulgada neste sábado (13)

Mohamed Mujahid (à esquerda), liderou a missão que descobriu a tumba, a cerca de 35km de distância do Cairo, capital do EgitoMohamed Mujahid (à esquerda), liderou a missão que descobriu a tumba, a cerca de 35km de distância do Cairo, capital do Egito - Foto: Mohamed el-Shahed/AFP

O governo do Egito revelou neste sábado (13) a existência de uma tumba colorida de um alto integrante da Quinta Dinastia de faraós, que reinou cerca de 4.300 anos atrás.

O túmulo, perto de Saqqara, uma vasta necrópole ao sul do Cairo, pertencia a um alto oficial chamado Khuwy, um nobre da época.

A tumba é em formato  de L, "com um corredor inicial que leva primeiro a uma antecâmara e de lá à câmara mortuária, com ricos relevos que mostram o corpo sentado a uma mesa com oferendas", explicou, em um comunicado, o chefe da equipe arqueológica que fez a descoberta, Mohamed Megahed.

Leia também:
Estátua de Ramsés II, no Egito, é iluminada pelo sol
Museu de NY devolverá sarcófago ao Egito por decisão da Justiça
Oito múmias são encontradas em túmulo faraônico com mais de 3 mil anos de antiguidade


O ministro das Antiguidades, Khaled al Enani, disse a um painel de embaixadores que a tumba foi descoberta no mês passado.  Construída quase inteiramente com tijolos de argila branca, a tumba tem um projeto arquitetônico inspirado nas pirâmides da época destinadas à realeza, explicou o texto.

A equipe de escavação desenterrou outros túmulos pertencentes à Quinta Dinastia, bem como uma coluna de granito dedicada a uma das grandes rainhas da época, Setibhor, que se acredita ter sido a esposa do Rei Djedkare Isesis, o oitavo e penúltimo rei dessa linhagem.

Veja também

Chile se desculpa com mulher esterilizada por ser portadora do HIV
Reconhecimento de responsabilidade

Chile se desculpa com mulher esterilizada por ser portadora do HIV

Avó de menina assassinada no Texas pede que governo 'faça algo' para evitar outra tragédia
Tragédia

Avó de menina assassinada no Texas pede que governo 'faça algo' para evitar outra tragédia