Espanha cancela voos e aulas por fortes nevascas

No total, 70 voos foram cancelados no aeroporto de Madri, assim como aulas para dezenas de milhares de crianças foram suspensas

Grande parte da Espanha é atingida por neve e geadaGrande parte da Espanha é atingida por neve e geada - Foto: Gabriel Bouys / AFP

Fortes nevascas registradas em grande parte da Espanha provocaram nesta segunda-feira (5) o cancelamento de 70 voos no aeroporto de Madri, assim como a suspensão de aulas para dezenas de milhares de crianças, informaram as autoridades. No total, 70 voos foram cancelados no aeroporto de Madri-Barajas, informou à AFP uma porta-voz do gestor aeroportuário espanhol, Aena. Vários voos tiveram que ser desviados para Valencia e para Barcelona.

A neve obrigou o fechamento de duas das quatro pistas ao meio-dia, embora tenham sido reabertas horas depois. Às 14H00 de Brasília (16h00 GMT), as quatro pistas estavam funcionando e o tráfego tinha sido normalizado, informou o porta-voz. Várias linhas de trem e estadas tiveram que ser fechadas por causa das intempéries.

Leia também:
Neve paralisa Moscou, causa morte e atrasa dezenas de voos
Tóquio emite primeiro alerta de 'neve intensa' em quatro anos
Água do rio Sena continua a subir na região parisiense

A delegação do governo de Madri anunciou nesta segunda-feira a elaboração de um plano para as nevascas, que têm caído fortemente desde sábado, para deslocar máquinas limpa-neves e espalhadoras de sal, assim como interromper o tráfego de certas vias.

A Agência Estatal de Meteorologia prevê para o restante desta segunda-feira e para terça neve e geadas em grande parte da Espanha.

No começo de janeiro, 250 soldados tiveram que ser mobilizados para ajudar a resgatar centenas de motoristas que ficaram presos em seus veículos durante a noite por causa da neve acumulada na rodovia que liga Madri a Segovia.

Veja também

Entre arrependidos, jovens e latinos, Biden pode conquistar o Arizona
EUA

Entre arrependidos, jovens e latinos, Biden pode conquistar o Arizona

Rússia espera registro da Sputnik V no Brasil em dezembro e produção em janeiro
Covid-19

Rússia espera registro da Sputnik V no Brasil em dezembro e produção em janeiro