Estado Islâmico reivindica autoria de atentado em Londres, dizem agências

Ação terrorista deixou sete mortos. Até este domingo, 12 suspeitos de envolvimento haviam sido presos

Atentado deixou mortos em LondresAtentado deixou mortos em Londres - Foto: AFP

O grupo Estado Islâmico (EI) reivindicou, no início da noite deste domingo (4), horário de Brasília, a autoria do atentado que matou sete pessoas em Londres, no sábado (3). Segundo a agência internacional France-Presse, o anúncio foi feito na página da agência Amaq, ligada ao grupo terrorista.

No sábado, um carro atropelou entre 15 e 20 pessoas na cidade, e homens com facas atacaram pessoas que estavam em um restaurante. Até agora, 12 pessoas foram presas durante as investigações preliminares do atentado.

Fontes médicas informaram que 21 dos 48 feridos hospitalizados pelo atentado se encontram em estado grave e que 12 já deixaram o hospital. A polícia matou os três agressores oito minutos depois do aviso do ataque. Por enquanto, suas identidades não foram divulgadas.

Ao fim de uma reunião extraordinária de seu comitê de segurança, a primeira-ministra britânica, Theresa May, disse que o país enfrenta "uma nova forma de ameaça" nas quais os autores dos atentados "se copiam uns aos outros" e se inspiram na "malvada ideologia do extremismo islamita".

Ao longo da tarde deste domingo, durante um show beneficente em Manchester, que reuniu vários artistas do pop, como Justin Bieber, Katy Perry, Coldplay, Robbie Williams, Pharrell Williams, Miley Cyrus, Take That, Usher, the Black Eyed Peas, Little Mix e Niall Horan, do One Direction, houve um minuto de silêncio em respeito às vítimas do sábado e do atentado ocorrido há duas semanas, no fim de um show da cantora americana Ariana Grande.

Veja também

Por margem apertada, Senado dos EUA mantém processo de impeachment de Trump
EUA

Senado mantém processo de impeachment de Trump

Mundo ultrapassa a marca de 100 milhões de casos por Covid-19
Coronavírus

Mundo ultrapassa a marca de 100 milhões de casos por Covid-19