EUA oferece US$ 100 milhões a China e outros países para combater coronavírus

Donald Trump havia afirmado mais cedo que a China estava fazendo um 'trabalho muito profissional' na luta contra a epidemia

Donald Trump. presidente dos Estados UnidosDonald Trump. presidente dos Estados Unidos - Foto: Saul Loeb/AFP

Os Estados Unidos vão oferecer até 100 milhões de dólares à China e a outros países no combate à epidemia do novo coronavírus, disse nesta sexta-feira (7) o secretário de Estado americano, Mike Pompeo.

Washington "está preparado para gastar até 100 milhões de dólares dos fundos existentes para ajudar a China e outros países afetados, tanto diretamente como através de organizações multilaterais, para conter e combater o novo coronavírus" , escreveu o chefe da diplomacia americana em um comunicado de imprensa.

"Este compromisso, juntamente com centenas de milhões [de dólares] generosamente doados pelo setor privado americano, demonstra a forte liderança dos Estados Unidos em resposta à epidemia", acrescentou Pompeo, crítico habitual de Pequim em temas de direitos humanos.

Leia também:
Casos de coronavírus na China passam de 30 mil
Brasil capacita nove países para diagnóstico do novo coronavírus


O Secretário de Estado lembrou que seu país havia "facilitado o transporte de aproximadamente 16 toneladas de equipamentos médicos doados ao povo chinês, incluindo máscaras, uniformes e gases". "Um testemunho da generosidade do povo americano", disse.

O presidente Donald Trump havia afirmado mais cedo que a China estava fazendo um "trabalho muito profissional" na luta contra a epidemia, que infectou mais de 30.000 pessoas na China continental. Delas, 636 morreram, segundo o último informe oficial.

Veja também

Policiais do Capitólio prendem homem que tentou passar por barreira
Capitólio

Policiais do Capitólio prendem homem que tentou passar por barreira

EUA realiza última execução do mandato de Trump
EUA

EUA realiza última execução do mandato de Trump