Explosão destrói prédio em Portugal onde morava casal recifense

Casal relata que o cheiro de gás era um problema recorrente na casa desde janeiro

Pernambucano estava na casa de amigos no momento da explosãoPernambucano estava na casa de amigos no momento da explosão - Foto: Reprodução/Facebook

O jornalista pernambucano Álvaro Filho relatou, em seu perfil no Facebook, uma explosão causada por vazamento de gás no prédio onde ele morava com a família, em Portugal. O vazamento começou no quarto andar e, segundo o jornalista, os pisos foram desabando em cascata, até chegar ao primeiro piso, onde ele morava. Segundo o jornal português Diário de Notícias, cinco pessoas ficaram feridas: dois franceses, dois alemães e uma portuguesa.

O apartamento fica no bairro da Alfama, em Lis, capital do país. No momento do acidente, Álvaro e a família estavam na residência de um casal de amigos, "o que confirma que uma boa amizade pode salvar sua vida", comenta. A explosão, aconteceu no último domingo (13).

Leia também
Número de incêndios florestais em Portugal atinge recorde em um só dia


Em entrevista à imprensa portuguesa, Álvaro relata que o cheiro de gás era um problema recorrente na casa desde janeiro. No dia da explosão, o cheiro de gás estava tão forte que decidiram chamar os Bombeiros. No entanto a corporação afirmou que tudo estava bem e que o cheiro vinha de um cabo elétrico queimado. O jornalista ainda afirma que, em nenhum momento, pediram para evacuar o prédio.

Álvaro Filho, 44 anos, e a esposa, Líbia Florentino, de 35, fotógrafa, se mudaram para Lisboa há pouco menos de um ano, onde ele faz doutorado em Comunicação. O casal tem dois filhos, de 14 e 2 anos.

Na publicação no Facebook, Álvaro diz que conseguiu recuperar dos encombros os documentos, equipamentos fotográficos e eletrônicos usados no trabalho, duas bicicletas, o carrinho de bebê do filho mais novo e dois álbuns de foto, um de cada filho.

"O resto se foi e se foi talvez porque fosse realmente o 'resto', o que não precisamos carregar para vivermos e sermos felizes", relata. O jornalista ainda diz que o ocorrido agora está na memória e é "uma cicatriz na vida bem vivida da gente".

Veja também

Maior ataque suicida em Bagdá em três anos mata ao menos 32 pessoas
Terrorismo

Maior ataque suicida em Bagdá em três anos mata ao menos 32 pessoas

Biden assume comando da luta contra Covid-19 e decreta quarentena para viajantes
EUA

Biden assume comando da luta contra Covid-19 e decreta quarentena para viajantes