Farc celebram prorrogação do cessar-fogo na Colômbia

Presidente da Colômbia havia anunciado a extensão do prazo de cessar-fogo até 31 de dezembro

Fachada do Teatro de Santa IsabelFachada do Teatro de Santa Isabel - Foto: Andrea Rego Barros/PCR/Divulgação

A guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) comemorou, nesta sexta-feira (14), a decisão do governo da Colômbia de prorrogar até o fim de ano o cessar-fogo bilateral, e reiterou sua disposição a discutir as propostas de ajuste do acordo de paz rejeitado nas urnas.

O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, anunciou na quinta-feira (13) que estendeu o cessar-fogo até 31 de dezembro, embora tenha assegurado que espera encontrar antes dessa data uma saída para "ter um novo acordo" de paz com a guerrilha.

"Saudamos a decisão do presidente Juan Manuel Santos de manter o cessar-fogo bilateral e definitivo. E reafirmamos (...) que continuamos, coincidindo de maneira contundente nessa decisão", disseram os rebeldes em um comunicado divulgado em Havana, sede das negociações de paz.

O alto comando das Farc garantiu que está pronto para começar, já a partir da próxima terça (18), o debate das iniciativas dos opositores ao acerto de paz, firmado em 26 de setembro em Havana, após quase quatro anos de negociações.

Veja também

Ao menos sete mortos e dezenas de feridos por explosão em escola religiosa no Paquistão
Mundo

Ao menos sete mortos e dezenas de feridos por explosão em escola religiosa no Paquistão

Turismo mundial caiu 70% entre janeiro e agosto pela Covid-19, diz OMT
Coronavírus

Turismo mundial caiu 70% entre janeiro e agosto pela Covid-19, diz OMT