Mundo

Fortes chuvas deixam mais de 1,4 milhão de casas sem água no Chile

Chuvas provocaram a morte de quatro pessoas

Torneira sem águaTorneira sem água - Foto: AFP

Mais de 1,4 milhão de casas de Santiago foram afetadas neste domingo por um corte de água após as fortes chuvas no Chile, que deixaram quatro mortos e sete desaparecidos.

As fortes chuvas, que começaram no sábado, provocaram deslizamentos de terra e escombros caíram no rio Maipo, que abastece a maior parte de Santiago, o que deixou as águas sujas e levou as autoridades a interromper o serviço.

"Estamos falando de 1.450.000 casas que serão afetadas pelo corte de água a partir das 8h, que será total ou parcial em 30 bairros de Santiago", declarou Claudio Orrego, governador da capital chilena.

O corte afeta mais de 60% da população de Santiago, que tem 6,5 milhões de habitantes. O governo criou 60 pontos de abastecimento para ajudar os moradores.

Veja também

Deslocados forçados no mundo superam os 100 milhões pela primeira vez, diz ONU
Mundo

Deslocados forçados no mundo superam os 100 milhões pela primeira vez, diz ONU

Biden adverte para impacto 'relevante' da varíola dos macacos
Estados Unidos

Biden adverte para impacto 'relevante' da varíola dos macacos