França: é inaceitável que Trump tente pressionar a UE

"As preocupantes declarações da nova administração americana (...) fazem com que nosso futuro seja altamente imprevisível" disse presidente do Conselho Europeu

Torre Eiffel, em ParisTorre Eiffel, em Paris - Foto: Fracois Guillot/AFP

A pressão do presidente americano Donald Trump contra a União Europeia (UE) com suas declarações é inaceitável, afirmou nesta sexta-feira o chefe de Estado francês François Hollande antes de uma cúpula de dirigentes europeus em La Valetta.

"É inaceitável que haja, através de um certo número de declarações do presidente dos Estados Unidos, uma pressão a respeito do que a Europa deve ou não deve ser", afirmou Hollande em sua chegada à reunião na capital de Malta.

Os líderes europeus se reúnem nesta sexta para abordar alguns dos maiores desafios nos quase 60 anos da UE, como o Brexit ou a crise migratória, em seu primeiro encontro de cúpula desde a posse do presidente americano

"As preocupantes declarações da nova administração americana (...) fazem com que nosso futuro seja altamente imprevisível, dentro de uma nova situação geopolítica no mundo", advertiu o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, na carta de convite.

Após sua eleição como presidente dos Estados Unidos, a UE se tornou um dos alvos das críticas de Trump, que celebrou o Brexit e chegou inclusive a afirmar que outros países seguiriam o exemplo da Grã-Bretanha, ao mesmo tempo que questionou a ajuda aos sócios da Otan caso não aumentem os gastos militares.

Veja também

Confiança na economia é central para superar crise da Covid-19, diz Davos
Economia

Confiança na economia é central para superar crise da Covid-19, diz Davos

Alemanha vai adotar tratamento experimental usado por Trump
Coronavírus

Alemanha vai adotar tratamento experimental usado por Trump